Homenews - homenews.com.br
Tecnologia
Segunda - 02 de Setembro de 2002 às 23:27

    Imprimir


Por Jason Hopps LONDRES (Reuters) - Um cientista britânico disse na segunda-feira que recebeu muitos pedidos de pais em pânico por implantes de um microchip de localização em seus filhos, depois do recente assassinato de duas crianças de 10 anos em uma tranquila cidadezinha de interior na Inglaterra.

O especialista em cibernética Kevin Warwick, da Universidade Reading, acredita que pode dar um alento aos pais temerosos de um sequestro e subsequente assassinato de seus filhos.

O polêmico cientista ficou famoso na Grã-Bretanha depois que conectou seu próprio sistema nervoso a computadores, em uma experiência que visa gerar soluções de movimentação para pessoas paralisadas.

"Várias famílias me contataram depois dos assassinatos de Holly Wells e Jessica Chapman, perguntando sobre a possibilidade de usarem um implante em seus filhos", disse Warwick à Reuters em entrevista pelo telefone.

Os corpos das duas crianças foram encontrados em uma área florestal duas semanas depois que desapareceram de casa em Soham, Inglaterra, em 4 de agosto.

"Há várias opções, incluindo a possibilidade de usar uma rede de celulares para transmitir um sinal e conectar a um Sistema de Posicionamento Global (GPS, na sigla em inglês)", disse ele.

O cientista espera aperfeiçoar o sistema até o fim do ano e já conta com várias famílias dispostas a servir de cobaia.

A operação inclui o implante de um pequeno transmissor de 2,5 centímetros no braço ou estômago da criança, disse Warwick.

Nos Estados Unidos, existem relógios de pulso que funcionam desta maneira, mas podem ser facilmente removidos, disse ele.

Warwick disse acreditar que cabe à sociedade decidir se esse tipo de implante seria uma forma ética de combater os temores da violência.





URL Fonte: http://homenews.com.br/noticia/100/visualizar/