Homenews - homenews.com.br
Informática
Segunda - 05 de Agosto de 2002 às 08:46

    Imprimir



MOSCOU (Reuters) - Os Estados Unidos estão preocupados com os níveis de pirataria na Rússia que colocaram esse país em segundo lugar do mundo, depois da China, em violação de direitos autorais, disse na quinta-feira a embaixada norte-americana em Moscou.

Os norte-americanos estão muito preocupados com a possibilidade de que determinadas fábricas de material militar estejam envolvidas na produção de material ilegal, de acordo com a embaixada.

O embaixador norte-americano, Alexander Vershbow, escreveu em junho ao ministro russo da Imprensa, Mikhail Lesin, cujo ministério está encarregado de licenciar os fabricantes russos de CDs e DVDs, pedindo sua ajuda para investigar fábricas suspeitas de produzir discos ilegais.

A embaixada norte-americana divulgou detalhes da carta depois que a imprensa russa publicou reportagens a respeito do pedido, na quinta-feira.

O documento norte-americano afirma que a Rússia é um "exportador importante" de produtos pirateados, frequentemente classificado pelos especialistas como o segundo maior nesse setor, depois da China.

"Há provas de que numerosas instalações em toda a Rússia produzem mídia óptica, tanto discos compactos quanto discos de vídeo digital, ilegalmente, sem permissão dos detentores de direitos autorais", afirma a carta.

"É especialmente inquietante que algumas dessas instalações estejam localizadas em complexos industriais militares", afirma a mensagem.

A Rússia é um dos 15 países que constam da lista prioritária de observação dos Estados Unidos em 2002 sobre os quais se acredita que ofereçam problemas sérios em termos de proteção da propriedade intelectual.

A falta de leis efetivas de combate à pirataria é um obstáculo considerável à intenção russa de aderir à Organização Mundial do Comércio, objetivo que o país espera atingir no ano que vem, depois de uma década de negociações.

A International Intellectual Property Alliance (IIPA), um grupo norte-americano de defesa dos direitos autorais, estima que as perdas comerciais totais com a pirataria de direitos na Rússia tenham chegado a 849 milhões de dólares em 2001, ante 637 milhões de dólares em 2000




URL Fonte: http://homenews.com.br/noticia/20/visualizar/