Homenews - homenews.com.br
Telecomunicações
Sexta - 05 de Março de 2004 às 12:27

    Imprimir


_____________________________________________________________





A ZTE, segunda maior fabricante de equipamentos de telecomunicações da China, conta com os países em desenvolvimento para garantir crescimento de quase 70% na receita com unidades no exterior. O Brasil ainda deve ter uma participação modesta de US$ 30 milhões do bilhão de dólares que a empresa espera conseguir este ano.

O presidente mundial da ZTE, Yimin Yin, anunciou nesta quinta-feira (04/03) que já investiu US$ 3 milhões no Brasil e pretende colocar mais US$ 10 milhões nos próximos dois anos. Essa foi a primeira viagem do executivo ao exterior desde que assumiu o cargo no início deste ano.

"Não estamos esperando nenhum grande lucro dos países mais ricos. A maior parte do US$ 1 bilhão deste ano virá dos países em desenvolvimento", afirmou Yimin. No ano passado, a receita da área externa da ZTE somou US$ 600 milhões.

A ZTE está instalando uma fábrica em Barueri, São Paulo, para produzir estações rádio-base da tecnologia CDMA e equipamentos DSLAM para redes IP (Internet Protocol). Uma possibilidade é incluir a produção de aparelhos celular CDMA.

Além dessa fábrica, a empresa chinesa tem outras três no exterior, Rússia, Índia e Paquistão. Áreas estratégicas de expansão externa para a ZTE são Ásia-Pacífico, Europa Oriental, África e América Latina.

Embora pretenda conquistar uma parte do mercado dos países mais ricos, a empresa não planeja colocar uma fábrica na Europa ou Estados Unidos, segundo Yimin. A estratégia é de longo prazo. "Os países desenvolvidos ocupam mais da metade do mercado de telecomunicações, então, a longo prazo achamos que vale a pena ser paciente, esperar e conquistar esse mercado", disse.

A ZTE negocia com a Telefónica espanhola um acordo de fornecimento global. Por enquanto, estão em testes. A empresa chinesa tem uma divisão específica para negociar com as grandes operadoras de telecomunicações, um mecanismo de conquistar o mercado mundial.







Com Reuters




URL Fonte: http://homenews.com.br/noticia/2073/visualizar/