Homenews - homenews.com.br
Informática
Segunda - 02 de Agosto de 2004 às 10:34

    Imprimir


_________________________________________________________________






As autoridades na China anunciaram que fecharam quase 700 websites e prenderam 224 pessoas em uma nova campanha contra a pornografia na internet.

A campanha, lançada há cerca de duas semanas, pede que os provedores de acesso à internet registrem seus clientes com seus nomes verdadeiros.

Também foi introduzida nova tecnologia para bloquear websites pornográficos baseados no exterior.

A agência de notícias oficial Xinhua disse que o crescimento de tais sites pode resultar em um declínio nos padrões éticos entre jovens.

Segundo a agência, uma fonte do governo disse que "a tecnologia existente e em desenvolvimento deve ser suficiente para garantir que o triunfo do governo chinês em sua campanha".

Estima-se que 87 milhões de pessoas na China utilizem a internet - a metade delas tem menos de 24 anos de idade.

Muitos visitam sites pornográficos para aprender sobre sexo, já que o assunto raramente é discutido com os pais, disse o estudante He Tao, de Xangai, à agência de notícias AFP.

As autoridades chinesas vem adotando uma atitude ambígua em relação à popularização da internet no país.

Por um lado, elas consideram essencial para a economia ter uma população familiarizada com computadores.

Mas por outro, buscam restringir o uso da internet com objetivos políticos.

O governo da China bloqueou o acesso a sites dissidentes e da maioria dos órgãos de imprensa no país.




BBC





URL Fonte: http://homenews.com.br/noticia/2386/visualizar/