Homenews - homenews.com.br
Tecnologia
Sexta - 25 de Outubro de 2002 às 13:07

    Imprimir


NOVA YORK (Reuters) - Pesquisadores da IBM no centro de estudos Almaden, na Califórnia, construíram e operaram o circuito no qual as moléculas de carbono movem-se como peças de dominó em uma superfície plana de cobre.

O circuito é tão pequeno que 190 bilhões deles ocupam o espaço de uma borrachinha de um lápis comum, afirmou a IBM.

A IBM trabalha com computação molecular há anos para tentar encontrar uma alternativa para os semicondutores baseados em silício dos computadores atuais.

O silício foi muito bem sucedido durante as últimas décadas, cumprindo o princípio do fundador da Intel, Gordon Moore, de que o número de transistores em um chip, e por consequência seu poder de processamento, se duplicaria a cada 18 meses.

Porém, os cientistas esperam que as propriedades físicas do silício limitem maiores avanços nos processadores nos próximos 10 a 15 anos.

A IBM afirmou que a nova técnica de "cascata molecular'' permite a fabricação de elementos lógicos 260 mil vezes menores do que os usados em semicondutores de silício.

Apesar dos avanços, a IBM está longe de conseguir introduzir comercialmente em aparelhos como telefones celulares e computadores a tecnologia que vem desenvolvendo em seus laboratórios.

"O emocionante não é tanto o que conseguimos até agora. O emocionante é de onde viemos'', disse Don Eigler, da IBM.

Os detalhes da pesquisa com monóxido de carbono serão publicados na revista Science.





URL Fonte: http://homenews.com.br/noticia/317/visualizar/