Homenews - homenews.com.br
Informática
Segunda - 28 de Outubro de 2002 às 09:16

    Imprimir


O assustador assassinato de dez pessoas na região de Washington, nos Estados Unidos, durante o mês de outubro levou o Wal-Mart a tirar das prateleiras todas as cópias do game Sniper: Path of Vengence (algo como Franco atirador: a vingança, em português) das lojas da região.

Um porta-voz do grande varejista disse que a ação foi tomada por consideração ao ocorrido e deixou claro que os ataques não tem qualquer relação com o game, lançado no final de setembro.

De certa forma, o game resume os ataques do homem que amedrontou a região de Washington no último mês: você é um franco-atirador e está se vingando por um motivo qualquer. Mas apesar do título do jogo, a vingança não inclui a forma como o atirador da vida real agiu.

É verdade que você tem um rifle, mas na maior parte do game você utiliza uma série de armas, pistolas e granadas para abrir caminho e passar pelos homens do exército que estão no caminho de uma fase para outra.

No que pareceu uma tentativa de dar um pouco mais de realismo ao título do jogo, seus inimigos na ficção gritam "Sniper", "Sniper", mesmo que você esteja atirando neles à queima-roupa.

Na vida real, o franco atirador matou dez pessoas e feriu outras três desde o dia 02 de outubro.

Na última quinta-feira, a polícia deteve um homem e um adolescente 100 quilômetros ao norte de Washington, que teriam, segundo autoridades policiais, conexão com os ataques na região metropolitana da capital dos EUA.

Fontes do governo identificaram os homens como sendo o ex-soldado do exército norte-americano John Allen Muhammad, que serviu na Guerra do Golfo em 1991, e John Lee Malvo, 17. Eles serão acusados por homicídio e poderão enfrentar a pena de morte por um crime em Montgomery, no Estado do Alabama (sul dos EUA).




URL Fonte: http://homenews.com.br/noticia/320/visualizar/