Homenews - homenews.com.br
Informática
Terça - 07 de Fevereiro de 2006 às 09:45

    Imprimir


________________________________________________________________


O Google, maior site de buscas do mundo, colocou a montadora alemã BMW na sua lista negra por ter desobedecido seu código de conduta.

De acordo com o Google, o website da BMW em alemão manipulava os resultados de buscas para garantir que ficaria no topo das buscas por "carros usados".

O Google reduziu o ranking da página da BMW na internet para zero, impedindo que a empresa apareça entre as primeiras, quando se faz uma busca.

A BMW admitiu ter usado uma prática conhecida como "doorway pages" (portas de entrada), para aumentar seu ranking nas buscas, mas negou qualquer tentativa de enganar os usuários.

Blog

A prática da BMW, que teria cerca de 40 mil páginas não voltadas para usuários, mas que seriam lidas pelos robôs de busca do google, foi revelada no blog do programador de software do Google, Matt Cutts.

O website da BMW alemã, que é baseado em javascript, um código que não é usado pelo Google, usava páginas com muito texto, cheias de palavras-chave, para chamar atenção do sistema de indexação do Google.

Mas quando o usuário clicava no link mostrado pelo Google, era redirecionado para o site normal da BMW, com muito menos palavras-chave do que as contidas nas páginas buscadas pelo Google.

Um porta-voz da BMW admitiu a prática, proibida pelo Google, mas negou que a empresa estivesse agindo de má fé.

"O conteúdo nos resultados da busca e no website final não eram diferentes", disse Markus Sagemann, porta-voz da BMW.

"Mas se o Google afirma que todas as 'doorway pages' eram ilegais, temos que levar a afirmação em consideração", ressaltou.

O Google confirmou que retirou a página www.bmw.de dos seus resultados e que não vai tolerar tentativas de manipular as buscas.

"A qualidade do nosso índice e dos resultados das buscas é de máxima importância para o Google", afirmou a empresa em um comunicado.





BBC, em Londres




URL Fonte: http://homenews.com.br/noticia/3361/visualizar/