Homenews - homenews.com.br
Tecnologia
Segunda - 06 de Março de 2006 às 08:45

    Imprimir


________________________________________________________________


O veículo autônomo submerso SeaBED fez um mergulho notável pelas águas do mar Egeu. Desenvolvido pelo Laboratório de Submersão Profunda do Instituto Oceanográfico Woods Hole, nos Estados Unidos, o equipamento robotizado conseguiu localizar um navio mercante do século 4, que afundou entre as ilhas gregas de Chios e Oinoussia.

A expedição realizada no mês passado, que reuniu grupos dos Estados Unidos e da Grécia, é a primeira de um projeto conjunto entre os dois países programado para durar os próximos anos. Se depender dos primeiros resultados, novas relíquias da Antiguidade serão descobertas no fundo do mar Egeu.

O SeaBED fez 7.650 imagens do navio que transportava vinho e óleo de oliva em 400 jarros cerâmicos, as conhecidas ânforas. A embarcação, descoberta em 2004 durante uma varredura feita por meio de sonar, estava sumida há séculos. E talvez ficasse assim para sempre, se não fosse o robô subaquático desenvolvido nos Estados Unidos. O Instituto Oceanográfico Woods Hole é especialista no assunto, tendo construído o Argo, usado para encontrar os destroços do Titanic.

Para chegar até os 60 metros de profundidade, onde estava a embarcação, o SeaBED demorou míseras três horas. Para fazer todo o mapeamento fotográfico do assoalho oceânico no local do naufrágio, mergulhadores demorariam mais de um ano, segundo as estimativas da equipe que trabalhou nas águas gregas.

De acordo com o arqueólogo submarino Brendan Foley, o achado pode ser importante também para que se consiga saber com mais detalhes qual era o fluxo comercial que existia pelas ilhas gregas no século 4. “Sem a tecnologia, não seria possível aprender sobre o passado dessa forma”, disse em comunicado do instituto norte-americano.

Apesar de Atenas ter sido o centro das atenções naquele período da história, a ilha de Chios tinha um peso importante em termos regionais. O vinho da região era bastante apreciado e vendido para outros locais.





Agência Fapesp




URL Fonte: http://homenews.com.br/noticia/3466/visualizar/