Homenews - homenews.com.br
Arqueologia
Quinta - 06 de Abril de 2006 às 07:04

    Imprimir


________________________________________________________________


Muito tempo antes da invenção das brocas elétricas e da anestesia, os primeiros humanos já perfuravam os dentes para tratar a cárie, de acordo com pesquisa publicada na quarta-feira.

Mas na ausência das ferramentas modernas de metal, as brocas neolíticas de 9 mil anos atrás eram feitas de pedra, de acordo com Roberto Macchiarelli, da Universidade de Poitiers, na França.

Quando promoviam escavações no Paquistão, Macchiarelli e uma equipe de cientistas internacionais encontraram molares perfurados de nove adultos descobertos em um túmulo datado de 7.500 a 9.000 anos atrás.

"Essas descobertas evidenciam uma antiga tradição de um tipo de proto-odontologia no início da cultura agrícola", disse Macchiarelli disse em um artigo na revista Nature.

"As quatro mulheres, dois homens e três pessoas cujo gênero ainda é desconhecido tinham um total de 11 dentes perfurados. Um tinha três dentes perfurados, e outro um dente que havia sido perfurado duas vezes", afirmou.

"Quatro dentes mostram sinais de cárie associados aos buracos, indicando que a intervenção em alguns casos pode ter sido terapêutica ou paliativa", acrescentou.

Algum tipo de preenchimento pode ter sido utilizado, mas os pesquisadores disseram que não há evidências quanto a isso. O "tratamento dentário" parece ter continuado na região nos 1.500 anos seguintes até ser interrompido, de acordo com os cientistas.





Reuters




URL Fonte: http://homenews.com.br/noticia/3647/visualizar/