Homenews - homenews.com.br
Arqueologia
Quarta - 17 de Maio de 2006 às 10:52

    Imprimir


________________________________________________________________


A múmia mais bem preservada da civilização pré-colombiana Moche foi descoberta no Peru e data do século V, anunciou uma equipe de arqueólogos norte-americanos e peruanos.

A múmia, uma mulher de cerca de 30 anos no momento de sua morte, com a pele bem preservada e coberta em parte por tatuagens, foi encontrada em 2005 por uma equipe arqueológica peruana no antigo lugar de cerimônias de El Brujo, na costa do norte do Peru, perto de Trujillo.

A mulher pertencia provavelmente à elite e talvez fosse uma rainha. Perto da múmia, que estava envolvida de maneira muito sofisticada em centenas de metros de tela de algodão, os arqueólogos descobriram o esqueleto de um adolescente oferecido em sacrifício, além de ricos ornamentos e refinadas jóias de ouro.

Entre os objetos enterrados com a múmia, os estudiosos se surpreenderam ao encontrar duas armas de guerra e 23 disparadores de lanças. Até agora, esses símbolos bélicos haviam sido encontrados exclusivamente em tumbas de homens entre os Moche, chamados de Mochica.

"A questão é saber por que a sepultura de uma mulher era acompanhada por armas", perguntou o antropólogo John Verano, da Universidade de Tulane, Estado de Louisiana, sul dos Estados Unidos.

"Talvez ela fosse uma guerreira, ou as armas eram um símbolo de poder apresentado como presente funerário pelos homens", acrescentou o acadêmico.

A múmia, cujo impressionante sarcófago de tela não tem precedentes na cultura Moche, descansava perto da cúpula da pirâmide em ruínas de Huaca Cad Viejo.

Este lugar banhado pelo Oceano Pacífico era conhecido desde a conquista espanhola, mas esteve abandonado por séculos. Os trabalhos de escavação só começaram recentemente.

A civilização Moche prosperou entre o século I e VIII depois de Cristo nos vales da costa norte do Peru.





AFP




URL Fonte: http://homenews.com.br/noticia/3797/visualizar/