Homenews - homenews.com.br
Saúde
Sexta - 20 de Outubro de 2006 às 15:21

    Imprimir


________________________________________________________________


O governo italiano de centro-esquerda aprovou nesta quinta-feira (19/10), durante o conselho de ministros, um projeto de lei que autoriza pela primeira vez o uso de medicamentos com a maconha para fins terapêuticos, informaram fontes oficiais.

O projeto, que deve ser adotado pelo Parlamento, retira a maconha da lista de substâncias sem utilidade terapêutica e simplifica a prescrição de remédios derivados do ópio para acalmar as dores de pessoas com doenças degenerativas ou em fase terminal.

Em um comunicado, o governo de centro-esquerda especificou que autorizou que a introdução de dois remédios fabricados com substâncias extraídas da maconha e já empregadas em Canadá, Estados Unidos, Grã-Bretanha, Suíça, Holanda, Bélgica e Alemanha.

"Falamos de terapias contra a dor, não de um baseado", disse a ministra da Saúde, Livia Turco, durante uma entrevista coletiva celebrada ao fim do conselho de ministros.

Por sua vez, o dirigente do partido Aliança Nacional (AN, direita), Maurizio Gasparri, acusou o governo de querer dar uma conotação positiva à maconha.

O governo anterior, chefiado por Silvio Berlusconi e apoiada pela AN, aprovou em 2006 uma lei polêmica que suprimia a diferença entre drogas leves e pesadas e endureceria as sanções contra os consumidores de maconha.







AFP




URL Fonte: http://homenews.com.br/noticia/3898/visualizar/