Homenews - homenews.com.br
Saúde
Sexta - 20 de Outubro de 2006 às 15:27

    Imprimir


________________________________________________________________


Uma equipe de cirurgiões franceses de Lille conseguiu curar casos de câncer de traquéia graças à retirada da região danificada e sua substituição por fragmentos da artéria aorta reforçados com silicone.

O chefe dos especialistas em doenças torácicas do hospital, Alain Wurtz, explicou que sua equipe somou sucessos desde que começou a fazer este tipo de cirurgia, em março de 2005, mas só agora se decidiu tornar a técnica pública.

Até agora, quatro pacientes com idades entre 20 e 46 anos se beneficiaram da técnica, que consiste na retirada da parte da traquéia afetada pelo tumor cancerígeno.

A traquéia é um duto de 12 centímetros e esta técnica só pode ser aplicada quando a região danificada não chega a 50%, porque se for superado este limite o paciente não pode se beneficiar dela.

A técnica consiste em substituir a parte da traquéia danificada por um segmento de aorta da mesma largura procedente de um doador.

No interior da aorta, que é fraca e pode se romper, os cirurgiões inserem um tubo de silicone e a rodeiam pela parte externa de material muscular do próprio paciente, de modo que se reforça a proteção e se favorece sua vascularização.

Wurtz assegurou que, nos meses posteriores à operação, a aorta se transforma em traquéia e desenvolve anéis cartilaginosos. A previsão é de que, transcorridos dois anos, se pode retirar o tubo interno de silicone.

A cirurgia dura entre 9 e 14 horas e não está isenta de riscos, enquanto no pós-operatório a principal ameaça é a aparição de uma pneumonia.




EFE




URL Fonte: http://homenews.com.br/noticia/3900/visualizar/