Homenews - homenews.com.br
Ciência
Segunda - 13 de Julho de 2009 às 12:42

    Imprimir


 


 


 


1. Sapo Arco-Íris – adorado como um Deus na Índia


 


Reji Kumar, recebe diariamente centenas de pessoas em sua casa, na Índia, para rezar e pedir milagres ao sapo. Quando Reji, de Thiruvananthapuram, na capital de Kerala, no sul da índia, avistou o sapo pela primeira vez, era branco. Depois mudou para amarelo e depois para cinza. O sapo que muda constantamente de cor é venerado com um Deus.

 

2. Rã Transparente


 


Hyalinobatrachium pellucidum, também chamada como rã de vidro ou cristal, pois é completamente transparente. Está definitivamente em extinção.

 

3. Sapo Atelopus


 


Conhecido por diversos nomes tais como sapo palhaço ou sapo Harlequim da Costa Rica. É uma espécie neo-tropical e vive pela Costa Rica e Panamá. Estão em risco e vivem hoje basicamente no Panamá.

 

4. O menor sapo do mundo



De uma forma geral, altitude alta significa animais grandes. Mas a menor espécie de sapo conhecida do mundo mora nas alturas das Montanhas do Andes, no Peru.

 

5. O maior sapo do mundo


 


A rã-golias ou Conraua goliath é um dos maiores anfíbios da terra. Pode crescer até 33 cm do comprimento, e pesar 3kg. Esse animal vive em um habitat relativamente pequeno, principalmente na África Ocidental (perto de Gabon). Essa espécie pode viver até 15 anos, e se alimenta de escorpiões, insetos e rãs/sapos menores. Elas podem escutar, mas não coaxam.

 

6. Rã dourada de Madagascar


 


A sugestão do nome é em função do dorso laranja/vermelho. Essas rãs são pequenas com 2,5 cm de comprimento. É uma rã terrestre e nativa do Madagascar.

 

7. Rã da Flecha Venenosa


 


Essa rã é nativa da América Central e do Sul, possui a cor azul safira e é da família Dendrobatidae. Diferente de outras rãs, essas são espécies ativas no dia de hoje, e exibem uma cor brilhante em seu corpo.

As dendrobatids são tóxicas, sendo que os níveis de toxicidade são variáveis entre as espécies, e de uma população para outra.

Muitas espécies estão em risco. Esses anfíbios são constantemente chamados de “rãs flechas”, devido aos ameríndios que usavam suas secreções tóxicas para envenenar suas flechas e caçar animais maiores.

 

8. Sapo de Chifre


 


Esse sapo pode crescer até 15 cm e habitar o Uruguai, Brasil e norte da Argentina. Mesmo dando a impressão de ser parado, é rápido para dar o bote em lagartos, roedores pequenos, pássaros ou outras rãs.

 

9. Sapo Leopardo


 


O Sapo Leopardo do Norte é considerado uma espécie incomum, crescendo até 9 cm. Seu dorso tem uma coloração de marrom a verde escuro com manchas circulares com bordas claras.

 

10. Rã musgo vietnamita


 


A Theloderma corticale ou rã musgo vietnamita é da família Rhacophoridae. É encontrada no Vietnã e possivelmente na China. Seu habitat natural é subtropical ou florestas tropicais úmidas. O nome popular da rã musgo surgiu pelo fato dela ter a pele pintada de verde e preto que lembra musgo, servindo também como camuflagem. Algumas pessoas têm essa rã como bicho de estimação, o preço dela é de U$45 a U$75.

 





Fonte: Redação

URL Fonte: http://homenews.com.br/noticia/3953/visualizar/