Homenews - homenews.com.br
Tecnologia
Sexta - 24 de Janeiro de 2003 às 15:07

    Imprimir


LONDRES (Reuters) - Cientistas norte-americanos estão recorrendo a impressoras de computadores para a produção de tubos tridimensionais de tecidos orgânicos e possivelmente órgãos inteiros, disse na quarta-feira a revista New Scientist.

Em vez de utilizar uma superfície degradável e cobri-la com células para a produção de tecido, os pesquisadores estão modificando impressoras de jatos de tinta e usando células para criar estruturas tridimensionais.

"O trabalho é o primeiro passo para a impressão de tecidos complexos, incluindo órgãos inteiros", disse a revista.

Ainda que a produção de órgãos esteja muito distante, vários laboratórios estão imprimindo tiras de DNA, sequências de proteínas e até mesmo células.

Vladimir Mironov, da Universidade de Medicina da Carolina do Sul, Estados Unidos, e Thomas Boland, da Universidade Clemson, no mesmo Estado, usaram um gel biodegradável atóxico e células animais para realizar a síntese biológica das estruturas celulares.

"Ao imprimir camadas alternadas de gel e agrupamentos de células sobre lâminas de vidro, demonstramos que podemos construir estruturas tridimensionais, como tubos", segundo a revista.

Se as camadas forem finas o suficiente para que as células se fundam quando em contato umas com as outras e se são formados fragmentos de tecidos, quando a estrutura do tecido estiver finalizada, a matriz de gel pode ser retirada.

Da mesma forma que a impressão com diversas cores, a colocação de diferentes tipos de células no cartucho de tinta deverá tornar possível a criação de estruturas multicelulares complexas.

"Este avanço científico poderia ter o mesmo impacto que a imprensa de Gutenberg", disse Mironov.




URL Fonte: http://homenews.com.br/noticia/696/visualizar/