Homenews - homenews.com.br
Tecnologia
Quarta - 28 de Agosto de 2002 às 09:11

    Imprimir


Por Yukari Iwatani

CHICAGO (Reuters) - Michelle Gates, de Lake Zurich, Illinois, tem dois filhos e se diz muito preocupada com as notícias de crianças raptadas e mortas -- uma sequência que começou com o caso da adolescente Danielle Vam Dam, da Califórnia. "Tantas crianças de tantas idades são raptadas, é tão assustador, então qualquer medida de precaução seria boa", afirmou Gates.

Para gente como ela, a empresa Wherify Wireless lançou uma versão de seu equipamento GPS (localização por satélite) especialmente para crianças, parecido com um relógio de pulso, que em questão de minutos pode indicar onde está o usuário, em qualquer lugar do mundo.

O próprio equipamento pode ser programado para chamar a polícia em caso de necessidade. Também a criança pode pedir ajuda, apertando dois botões simultaneamente. Uma empresa da Califórnia deve começar a vender esse novo tipo de GPS em setembro.

Timothy Neher, presidente da empresa, admite que a novidade pega carona na onda de sequestros. "Os pais estão percebendo que se há uma ferramenta por aí, eles devem usá-la", afirmou.

Outra empresa, a Digital Angel, de Minnesota, oferece um aparelho também parecido com um relógio, chamado Monitor de Segurança e Localização. Ele é recomendado também para pessoas idosas que possam precisar de assistência médica.

Essas não são as únicas marcas à disposição. Há no mercado vários aparelhos, fáceis de usar, que avisam quando as crianças se distanciam dos pais -- às vezes não mais do que dez metros.

Tina Schwartz, porta-voz do Centro Nacional para Crianças Desaparecidas e Exploradas, acha errado confiar demais nesse tipo de recurso. "Só queremos ter certeza de que, se um pai decide usá-los, não vai se sentir seguro a ponto de achar que não tem de fazer mais nada", afirmou.

Apesar dos casos chocantes dos últimos meses, o Centro afirma que suas estatísticas apontam para uma redução nos casos de desaparecimentos de crianças neste ano nos EUA. Segundo o estudo oficial mais recente do Departamento de Justiça, houve 115 desaparecimentos em 1999, e em 60 casos as crianças foram achadas ilesas.

Schwartz recomenda que os pais mantenham os filhos pequenos sempre à vista e dêem a eles instruções sobre como se comportar para evitar problemas. Seguindo esses conselhos, os pais podem ainda economizar até centenas de dólares em equipamentos de vigilância.

Os alarmes dos modelos mais baratos saem por 20 dólares nos Estados Unidos. Mas os mais sofisticados, como o da Wherify, podem chegar a 400 dólares, além das taxas mensais de até 35 dólares pelo serviço. O preço é aproximadamente o mesmo do Digital Angel.

Gates diz que pensaria duas vezes antes de comprar um produto desses. Por enquanto, ela prefere ficar de olho nas crianças e, em lugares mais lotados, usar um tipo de "coleira" para controlá-las melhor.





URL Fonte: http://homenews.com.br/noticia/75/visualizar/