Homenews - homenews.com.br
Telecomunicações
Quinta - 13 de Fevereiro de 2003 às 15:24

    Imprimir



(Reuters) - Os serviços de telefonia móvel e fixa oferecidos no país estão abaixo do ideal, e as maiores queixas são em relação aos preços e às tarifas, de acordo estudo feito pelo órgão regulador do setor.

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) informou hoje que, no geral, 72,1% dos usuários estão satisfeitos com os serviços de telefonia fixa residencial. No caso da telefonia móvel, 71,4% aprovam os celulares pós-pagos e 77,5%, os pré-pagos. O índice cai para 69,7% nos casos de telefones comerciais e 61,2% para os orelhões.

O conselheiro da Anatel, José Leite, disse que especialistas no setor defendem que o índice de 85% seja referência para um bom resultado. "O número ficou abaixo do que seria considerado muito bom. Existe uma margem muito grande de melhoria", disse ele.

É a primeira vez que a Anatel fez uma pesquisa com os usuários de telefonia brasileiros e o levantamento deve se repetir anualmente. Leite afirmou que é possível que os indicadores influenciem na meta de qualidade imposta pela Anatel às operadoras de telecomunicações.

"Vamos estudar para ver se as metas de qualidades estão adequadas às necessidades dos usuários," disse o conselheiro do órgão regulador.

Tarifas lideram queixas

No topo das reclamações feitas por usuários está o valor cobrado pelas operadoras aos clientes de telefonia residencial: apenas 57,6% deles estão satisfeitos com as tarifas.

No caso dos celulares pós-pagos, o índice de satisfação com preço cai ainda mais, para 49,1%, enquanto 58,2% estão contentes com os valores no sistema de comunicação móvel pré-paga, de acordo com o estudo.

A pesquisa foi feita entre julho e dezembro de 2002 com 84,2 mil usuários. A margem de erro é de 5% para operadoras de telefonia fixa e celulares.




URL Fonte: http://homenews.com.br/noticia/791/visualizar/