Homenews - homenews.com.br
Informática
Segunda - 17 de Março de 2003 às 16:21

    Imprimir


Por Rodrigo Dutra, do HomeNews

Os usuários que estão procurando melhorar a performance do seu micro, e que já utilizaram os recursos disponíveis do sistema operacional e do processador, não precisam mais se preocupar.

Nesta última quarta foi apresentado em Taipei, pela ECS(Elitegroup Computer Systems ), a nova linha de PCs EZ – Buddie, que permite aos consumidores melhorar a performance do micro através do ajuste de um dial localizado na parte da frente do aparelho (em inglês, este processo se chama overclocking).

Esperado para ser lançado globalmente em maio, o EZ – Buddie é operado pelos processadores Intel Pentium 4, Intel Celeron ou AMD Athlon e terá um preço inicial de US$ 700, dependendo da sua configuração exata, informou Frank Niessen, diretor de marketing da ECS na Alemanha.

Porém, nem tudo é seguro. Na opinião de engenheiros, o overclocking é um negócio arriscado. Afinal, as empresas que fazem os CPUs devem avisar aos consumidores que não assumem responsabilidades pelo aumento da performance do computador. A política das companhias é de que o usuário será responsável por possíveis danos ao aumentar o poder de sua máquina, turbinando o aparelho a uma velocidade acima dos padrões (observando, antes, a configuração).
Inclusive, a campanha promocional do EZ- Buddie diz “que a ECS não dá garantias sobre qualquer CPU em situação de ‘stress’ além de sua capacidade”.

Mas, pensando em prevenir problemas futuros, a ECS desenvolveu o EZ – Watcher, que é um sistema de monitoramento sobre a capacidade do computador e, que informa aos usuários possíveis falhas em componentes como o Hard Drive, o CD-Rom, a placa mãe e a memória.
Localizado na frente do CPU, o EZ – Watcher também informa a velocidade de “turbo” da máquina, assim como a temperatura do aparelho.





URL Fonte: http://homenews.com.br/noticia/911/visualizar/