Homenews - homenews.com.br
Informática
Quinta - 26 de Junho de 2003 às 13:34

    Imprimir


Por Rodrigo Dutra, do HomeNews

O 321 Studios lançou recentemente um upgrade para o seu software que copia DVDs, apesar da companhia estar sendo julgada sobre a questão da legalidade do seu desenvolvimento.

Os engenheiros da companhia anunciaram na última sexta-feira que o DVD X Copy Gold, uma versão aperfeiçoada do programa que inclui todos os atributos dos produtos anteriores (o DVD X Copy e o DVD X Copy X Press), está disponível. As características do DVD X Copy Gold permitem que os usuários copiem a maioria dos DVDs dentro de uma hora, e possam ainda gravar todo o conteúdo do CD original ou comprimir um DVD – 9 para um DVD – 5, preparando ainda uma cópia de segurança para um único DVD.

O software da 321 Studios utiliza uma tecnologia de decodificação chamada DeCSS que permite aos usuários copiar filmes em DVD para DVDs graváveis ou CD-Rs, mesmo que o código CSS colocado nos filmes tente impedir o ato da pirataria.

A 321 Studios está atualmente envolvida em uma batalha na justiça contra a MGM Studios, a Tristar Pictures, a Columbia Pictures, a Time Warner Entertainment, a Disney, a Universal City Studios e a Saul Zaentz Company.

A juíza Susan Illston, que trabalha em um distrito regional localizado ao norte da Califórnia, iniciou o caso dizendo que estava “substancialmente convencida” pelas opiniões de outros peritos, anteriormente envolvidos em outros embates temáticos sobre a nova lei de mídia digital, e que acabaram julgando ilegal a distribuição de ferramentas para quebra do selo anticópia. E o novo software da 321 Studios realmente realiza esta ação, o que enfraquece a companhia na questão.

Terry Rose, diretor – gerente da 321 Studios no Reino Unido, disse na sexta-feira que a corporação fez diversas mudanças no software, mas que isto não objetiva a diminuição das acusações contra eles. Ele não foi capaz de comentar as recentes ações ocorridas no tribunal, apenas comentou que a situação está em “claro andamento”.

Mark Fisher, um procurador que trabalha em casos relacionados a novas mídias, disse que o anúncio feito pela 321 Studios mostra que eles acreditam no caso e, conseqüentemente, que o seu produto não é ilegal.
“Não é um salto quântico em atributos, apenas uma melhoria no sistema de compressão, então eu não acredito que isto possa modificar o caso. A posição da 321 é que eles possuem todo direito de fazer o que bem pretendem, por isso não há razão para que novos produtos não sejam lançados”, disse Fisher.

De acordo com o seu próprio website, a 321 Studios entrou com um processo contra as companhias de mídia em abril de 2002, pedindo ao juiz para declarar que o seu produto, o DVD Copy Plus, não viola a lei de mídias digitais oficializada em 1998. As corporações de mídia responderam criando o seu próprio processo em junho de 2002, pedindo que o caso original não fosse validado, pois, na verdade, o tema não teria a representatividade suficiente para iniciar um processo ou que ele era muito controverso.

Desde então, diversos recursos foram requisitados pelos advogados das corporações, e a situação atual, um pedido para julgamento parcial sumário designando que os produtos da 321 Studios são ilegais, foi iniciada pelos estúdios de cinema em janeiro deste ano. Uma decisão final está sendo esperada em um prazo entre 30 e 60 dias, contados a partir da segunda quinzena de maio.

O DVD X Copy Gold está sendo vendido por US$ 119, segundo o site da 321 Studios.





URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/1121/visualizar/