Homenews - homenews.com.br
Informática
Quinta - 10 de Julho de 2003 às 09:02

    Imprimir


________________________________________________________


(Reuters) - Os falsários estão usando as mais novas impressoras digitais para falsificar dinheiro canadense, imprimindo notas de valor baixo que deveriam ser à prova de cópia, de acordo com a polícia e especialistas.

Números do banco central do Canadá mostram que o número de notas falsas de 5 e 10 dólares canadenses apreendidas pelos bancos e pela polícia quase triplicou em 2002 - ano seguinte ao lançamento no Canadá de novas notas com recursos de alta tecnologia, como palavras em tipos minúsculos e folhas de bordo em dourado que mudam de cor conforme o ângulo de visão.

"São alguns garotos com um computador programado para imprimir notas de 5 e 10 dólares", disse Tom Naylor, economista especializado em criminalidade da Universidade McGill.

O número de notas falsas detectadas no ano passado - 208.457 - é muito pequeno quando comparado com os 1,08 bilhão de notas legítimas em circulação. Mas a forma como as notas são produzidas chama a atenção.

"Mais criminosos oportunistas aproveitaram a tecnologia disponível e as pessoas que estão recebendo o dinheiro não estão verificando", disse o porta-voz da Polícia Montada Real Canadense (polícia federal), Paul Marsh.

Patricia Segre, do Bank of Canada (banco central), disse que muitos varejistas não sabem distinguir a nota verdadeira da falsa, acrescentando que o banco oferece seminários para mostrar às pessoas os detalhes de segurança da moeda.

"A nova série foi impressa em 2001 e as taxas de falsificação tendem a aumentar quando uma nova série é lançada", disse ela. "A tecnologia de impressão está mais acessível e é mais precisa. Reparamos que vem sendo mais usada que no passado."

Um estudo do Departamento de Justiça do Canadá mostrou que a disseminação de scanners, impressoras e copiadoras transformou a falsificação em um negócio de fundo de quintal, quando antes era um empreendimento significativo controlado pelo crime organizado.

"Na maioria das vezes, a falsificação é obra de amadores que imprimem pequenas somas usando tecnologia de fácil acesso e distribuem as notas diretamente no varejo", conforme o estudo.








URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/1178/visualizar/