Homenews - homenews.com.br
Tecnologia
Sexta - 13 de Setembro de 2002 às 10:42

    Imprimir


BRUXELAS (Reuters) - O fabricante de jeans Levi Strauss & Co. negou na quinta-feira que esteja se aproveitando dos temores dos consumidores, ao lançar uma linha de calças com bolsos "anti-radiação" para telefones celulares.

As calças, com um revestimento interno que, segundo o fabricante, protege contra a radiação, foram desenvolvidas pela Dockers, uma marca da Levi Strauss.

Os varejistas estão vendo a nova linha, chamada Icon S-Fit, de olho nas vendas da próxima primavera, de acordo com um porta-voz da Levi's.

"Não estamos insinuando de forma nenhuma que os telefones móveis são perigosos", disse o diretor de comunicações da Levi's na Europa, Cedric Jungpeter.

"Nossa intenção não é nos aproveitarmos dos temores dos consumidores, mas lhes oferecer o que eles querem", afirmou ele, de seu escritório em Bruxelas.

A nova linha é fruto de uma extensa pesquisa de mercado, segundo a qual a consciência de moda também é a consciência de saúde, afirmou Jungpeter.

"O debate está aberto. Embora nenhum estudo tenha provado que os telefones celulares são prejudiciais, nenhum outro provou o contrário", acrescentou ele.

Representantes da Dockers, que anunciaram o lançamento da nova linha em julho, não estavam disponíveis para comentar o assunto.

As pesquisas sobre os possíveis perigos dos telefones celulares vêm produzindo resultados conflitantes.

Um estudo recente, realizado por cientistas australianos durante três anos, demonstrou que as emissões radioativas de telefones celulares não provocaram o crescimento de tumores em camundongos, e, provavelmente, não causavam o problema em humanos.

Já outra pesquisa australiana, com camundongos, concluiu que os celulares poderiam estimular o crescimento de tumores.

De acordo com um estudo sueco, publicado em agosto, as pessoas que usaram os telefones celulares de primeira geração por muito tempo tinham um risco 80 por cento maior de desenvolver tumores cerebrais do que os não-usuários. A Organização Mundial de Saúde (OMS) disse no ano passado que mais pesquisas são necessárias.

Já um estudo dinamarquês, envolvendo 400 mil usuários de telefones celulares, não demonstrou nenhum risco mais elevado de câncer.





URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/140/visualizar/