Homenews - homenews.com.br
Tecnologia
Sexta - 26 de Setembro de 2003 às 09:27

    Imprimir


_______________________________________________________



Uma equipe da gigante holandesa Philips está desenvolvendo telas de computador feitas de um tipo de papel colorido e flexível que são capazes de exibir imagens em movimento, como um vídeo.

Dois cientistas do departamento de pesquisa da empresa, na cidade de Eindhoven, descreveram o mais novo passo em direção à criação do e-paper (abreviação em inglês para 'papel eletrônico') na revista Nature.

A Philips, e outras empresas como a E Ink nos Estados Unidos, já conseguiram fazer protótipos de monitores flexíveis, mas suas taxas de atualização, ou seja, a velocidade com que os pontos que formam a tela podem ser ativados e desativados, era baixa. Esses protótipos usavam um princípio chamado eletroforese para ativar e desativar os pixels da tela.

Mas agora a equipe da Philips diz que a nova tecnologia pode melhorar, significantemente, a taxa de atualização da tela usando um efeito mais rápido, chamado electrowetting, que permite as imagens em movimento.

Líquidos

"A eletroforese envolve o deslocamento de partículas num líquido, aplicando uma carga de voltagem e fazendo com que elas movessem de lugar", explicou Robert Hayes, um dos pesquisadores que publicaram os detalhes do projeto.

"A técnica de electrowetting faz com que líquidos se movimentem em outros líquidos."

"Os dispositivos que usam electrowetting são mais velozes. A eletroforese tem um efeito mais lento", disse Hayes à BBC.

Diferentes usos

As duas tecnologias têm claramente uso em aplicações diferentes.

O novo monitor colorido à base de electrowetting, em desenvolvimento, vai ser capaz de mostrar imagens em movimento, como um vídeo.

As telas construídas com eletroforese vão ser utilizadas em livros eletrônicos e em placas digitais onde a imagem é relativamente estática.

O próximo passo agora é fazer com que a tecnologia saia dos laboratórios de pesquisa e comece a ser produzida.

"Nossa idéia é criar um protótipo monocromático de 2,5 centímetros até o final do ano", disse Robert Hayes.

"Passar de monocromático para colorido não é um grande problema", completa o pesquisador da Phlips.


BBC





URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/1478/visualizar/