Homenews - homenews.com.br
Astronomia
Quinta - 13 de Novembro de 2003 às 05:35

    Imprimir


_______________________________________________________





A primeira expedição européia com destino a Marte está a caminho para um encontro natalino com o Planeta Vermelho, depois de sobreviver a uma forte tempestade solar e à perda de 30% de sua força posterior ao lançamento. A nave da Agência Espacial Européia (ESA), a "Mars Express", agora a 40 milhões de quilômetros de Marte, foi lançada em 2 de junho da estação de Baikonur, no Cazaquistão, por um foguete russo Soyuz-Fregat e atingirá a órbita marciana em dezembro.
Entre os objetivos desta missão, estão mapear o terreno e sua mineralogia e analisar a atmosfera do planeta. Em 19 de dezembro, a sonda vai liberar um pequeno robô-laboratório britânico, o "Beagle-2", que deverá tocar o solo de Marte no dia de Natal, às 02h54 GMT (00h54 de Brasília), e estará encarregado de procurar e coletar sinais de vida na superfície marciana.

Além disso, o "Beagle 2" vai coletar e analisar amostras do subsolo marciano, no qual os cientistas suspeitam da existência de água. Às 06h30 GMT (04h30 de Brasília) já deverá ser possível ter uma primeira visão local, com imagem dos arredores ou dados sobre o vento marciano.

"Nós sobrevivemos na semana passada a uma tempestade magnética, que agora acabou, mas foi uma teste de nervos", comentou o diretor científico da ESA, David Southwood. "Há 5000 anos as pessoas olham para Marte e se perguntam se pode existir vida lá. A primeira questão que eu me faço é se nós estamos sozinhos no Universo. E a única maneira de ir um pouco mais longe é se perguntar como a vida surgiu", afirmou Colin Pillinger, um dos cientistas britânicos que conceberam esta missão.

"Se descobrirmos uma segunda forma de vida (além da Terra), será possível estabelecer comparações e aprenderemos muito mais do que estudando uma única forma", avaliou.

A previsão é de que os testes em solo marciano durem pelo menos seis meses, mas as primeiras conclusões devem estar disponíveis até março de 2004. O custo do projeto "Mars Express/Beagle 2" é de cerca de 260 milhões de euros (ou US$ 295 milhões).

Duas missões norte-americanas, incluindo robôs-geólogos, devem posar no Planeta Vermelho, possivelmente em 4 de janeiro próximo e, depois, no dia 24 do mesmo mês. "É mais uma complementação. Existe cooperação e não competição. Nós estamos fazendo coisas diferentes deles", concluiu Southwood.




AFP





URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/1687/visualizar/