Homenews - homenews.com.br
Informática
Quinta - 04 de Dezembro de 2003 às 12:54

    Imprimir




HomeNews


O técnico de computadores alemão Armin Meiwes, 42, está sendo julgado por matar e comer um homem que atendera a seu anúncio na internet pedindo vítimas. O crime ocorreu em março de 2001.

De acordo com o site do jornal A Folha de São Paulo, durante o primeiro dia de depoimento, o réu admitiu ter matado Bernd-Jurgen Brandes, 43, e forneceu detalhes mórbidos do crime, enquanto a defesa alegou que a vítima teria concordado em ser morta e ter o corpo devorado.

Os advogados de Meiwes alegam ter o episódio gravado em um vídeo que mostra a vítima dividindo o próprio pênis flambado com o acusado.

Ainda de acordo com a Folha, Meiwes teria convidado Brandes, um especialista em computadores de Berlim, para visitá-lo em sua casa, em Rotenburg, após conhecê-lo pela internet. O assassinato ocorreu numa sala apelidada de "matadouro", decorada com utensílios de açougue e uma jaula.

Após devorar o pênis, Brandes teria perdido a consciência, e Meiwes então o matou a facadas. Ele pendurou o corpo num gancho de açougue e o fatiou, guardando as porções em seu freezer. Até ser preso, em dezembro 2002, o réu comeu 20 kg de carne da vítima.

A Promotoria pede prisão perpétua e admite que Brandes quisesse ser morto, mas que este não tinha discernimento. Um exame realizado por um psiquiatra revelou que Meiwes está apto para o julgamento.

Segundo o réu, sites com nomes como "Cannibal Cafe" reuniriam "centenas" de pessoas dispostas a devorar alguém ou a serem devoradas. Nos 12 meses em que os anúncios de Meiwes estiveram na rede, 430 pessoas responderam.




URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/1774/visualizar/