Homenews - homenews.com.br
Astronomia
Segunda - 09 de Fevereiro de 2004 às 09:58

    Imprimir


___________________________________________________________




Um grupo de 15 ratos será enviado ao espaço para ajudar nos preparativos de uma possível missão tripulada a Marte, de acordo com cientistas norte-americanos e australianos.
O grupo de pesquisadores afirma que o lançamento dos 'ratonautas' ao espaço deve ocorrer em 2006. Os roedores passarão cinco semanas na órbita terrestre antes de retornar para casa.

Embora animais tenham sido utilizados no programa espacial norte-americano desde o seu início, a missão dos 'ratonautas' seria a mais longa do tipo.

Paul Wooster, cientista do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, na singla em inglês) e responsável pelo projeto que envolve três universidades, afirma que os ratos vão fornecer valiosas informações sobre os efeitos que a baixa gravidade de Marte pode ter sobre o corpo humano.

"O que nós estamos realmente tentando descobrir é quais os efeitos quando eles estão lá (no espaço), e se há alguma contramedida que nós devemos desenvolver para ajudá-los enquanto eles estão na superfície, incluindo diferentes tipos de exercícios regulares e vários métodos farmacológicos", disse Wooster.

Os cientistas afirmam que a informação colhida pelos pequenos viajantes espaciais pode ser utilizada para planejar exatamento o que os humanos serão capazes de fazer na superfície de Marte.

Osteoporose

Wooster diz que o material coletado pela missão de 'ratonautas' também pode auxiliar as pesquisas sobre o melhor tratamento para a osteoporose.

"A taxa de perda da massa óssea em um astronauta é de entre 1% e 2% por mês, o que equivale a uma mulher de 80 anos de idade com osteoporose durante um ano", afirmou o cientista.

"À medida que observarmos a perda de massa óssea, podemos começar a entender, de forma mais ampla, o processo de osteoporose por completo."

O projeto, que tem o apoio da Nasa (agência espacial norte-americana), é um dos mais complexos já conduzidos fora da agência.

No entanto, a pesquisa não é financiada apenas por recursos públicos, e o sucesso do projeto também vai depender da arrecadação do dinheiro necessário junto à iniciativa privada.






BBC - HN




URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/1942/visualizar/