Homenews - homenews.com.br
Saúde
Sexta - 09 de Julho de 2004 às 09:50

    Imprimir


_________________________________________________________________



Autoridades chinesas defenderam a decisão do país de quebrar a patente do remédio contra a impotência Viagra.

O Viagra é fabricado pela maior indústria farmacêutica do mundo, a norte-americana Pfizer.

Várias companhias dos Estados Unidos criticaram a decisão de Pequim, que poderia ter implicações profundas.

Por outro lado, ativistas que trabalham no combate à Aids dizem que a iniciativa pode ser uma boa notícia aos chineses portadores do vírus HIV.

Fontes no escritório chinês que lida com as questões de propriedade intelectual disseram que a Pfizer não forneceu informações suficientes sobre como é produzida a substância ativa do Viagra.

O escritório disse que várias companhias chinesas protestaram legalmente e que as autoridades decidiram ao seu favor, autorizando-as a copiar a droga.

A Pfizer está recorrendo da decisão, argumentando que essa informação não foi pedida quando a patente foi registrada, há três anos.

Grupos empresariais americanos condenaram a decisão chinesa, afirmando se tratar de uma violação dos compromissos adotados pela China com relação às regras de proteção de propriedade intelectual da Organização Mundial do Comércio (OMC).

Um ativista do combate à Aids na China disse que a medida poderia abrir caminho para que as patentes de drogas antiretrovirais fossem quebradas no país, tornando mais baratos os medicamentos usados pelos soropositivos.





BBC




URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/2319/visualizar/