Homenews - homenews.com.br
Tecnologia
Quarta - 09 de Outubro de 2002 às 07:40

    Imprimir



WASHINGTON (Reuters) - Detectores de mentira podem funcionar algumas vezes em casos específicos, diante de perguntas específicas, mas são de pouca utilidade para uso generalizado - como o uso pelo governo - advertiu um grupo independente de especialistas nesta terça-feira.

Depois de entrevistas especialistas em polígrafos da CIA, do FBI e de outras agências, o painel da Academia Nacional de Ciências determinou que era possível enganar um detector de mentiras, especialmente se o sujeito está sendo testado para crimes em geral e atividade de espionagem - e não algum ato específico.

O comitê da academia, que analisou o tema a pedido do Departamento de Energia dos EUA, concluiu que os polígrafos não podem ser considerados dignos de confiança para testes em massa de funcionários federais, porque podem sugerir falsamente que um empregado honesto esteja mentindo e podem ser enganados por alguém treinado a fazê-lo.






URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/235/visualizar/