Homenews - homenews.com.br
Ciência
Quinta - 29 de Julho de 2004 às 11:18

    Imprimir


____________________________________________________________________





Um estudo feito com gêmeos indica que um gene-chave para o desenvolvimento do olho desempenha um papel fundamental no fato de uma pessoa se tornar míope.
Pesquisadores do Hospital St Thomas, em Londres, disseram que versões defeituosas do gene PAX6 podem tornar as pessoas mais suscetíveis ao problema.

Mas eles disseram que sentar-se muito perto da TV ou passar muitas horas jogando vídeo-games pode aumentar o risco.

Cerca de 25% da população da Grã-Bretanha são míopes, mas o problema alcançou proporções epidêmicas no Oriente.

Epidemia

No Japão, 60% dos adolescentes são míopes. Em Cingapura, 80% dos rapazes de 18 anos recrutados para o Exército têm miopia, contra 25% há 30 anos.

Lá o problema é tão grande que alguns empregadores como a polícia estão tendo dificuldades em encontrar pessoas que cumpram seus pré-requisitos.

Pesquisas anteriores para identificar se as causas da miopia são genéticas mostraram que a hereditariedade respondia por 89% dos casos, enquanto o meio-ambiente era responsável por 11%.

Os pesquisadores de debruçaram sobre os DNAs de 221 pares de gêmeos idênticos e não-idênticos.

O oftalmologista Chris Hammond, consultor na Unidade de Pesquisas de Gêmeos, disse à BBC que fatores ambientais podem piorar o problema.

Vídeo-game

"Se você lê muito tem mais chances de ficar míope, particularmente se lê quando muito jovem. Talvez seja por isso que haja uma epidemia de miopia no Oriente", disse.

"Mas pessoas que ficam míopes muito jovens, e que têm um grau muito alto, provavelmente têm uma susceptibilidade genética", afirmou.

Ele disse que, até que mais estudos sejam feitos sobre o problema, os pais deveriam limitar o tempo que seus filhos gastam com atividades como ler e brincar com vídeo-games.

"Tentem afastar a televisão do sofá, não deixem seus filhos brincar com o computador ou surfar na internet por horas a fio e assegurem que eles saiam mais de casa para brincar com amigos", disse.

A pesquisa foi publicada no American Journal of Human Genetics.




BBC




URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/2385/visualizar/