Homenews - homenews.com.br
Saúde
Quinta - 12 de Agosto de 2004 às 08:53

    Imprimir


________________________________________________________________





HomeNews


O laboratório Isis Pharmaceuticals, da Califórnia, acaba de desenvolver um novo tipo de droga usada para baixar o nível de colesterol, sendo capaz de reduzir os níveis de gordura no sangue em mais de 55%, de acordo com os fabricantes. A nova droga funciona com base no método genético experimental chamado antisense.

O medicamento, conhecido por enquanto apenas pelo nome experimental, ISIS 301012, age contra uma proteína chamada apoB-100. Esta proteína atua no transporte de moléculas de baixa densidade de lipoproteína e de colesterol de baixa densidade, também conhecidas como o mau colesterol, responsáveis pelas doenças cardíacas.

Os médicos acreditam que inibir a ApoB-100 seria uma maneira adequada para se reduzir o índice de colesterol, tarefa que tem desafiado os médicos ao longo dos anos.

Os pesquisadores do Isis estão testando o novo método, utilizando uma espécie de molécula para impedir um gene de atuar. Os compostos Antisense, como são chamados, têm se revelado uma abordagem promissora para o combate de diversas doenças.

O laboratório anunciou os resultados feitos com os primeiros 19 voluntários que tomaram o remédio. Depois de 25 dias de tratamento, os voluntários que receberam as maiores doses tiveram reduções no nível de colesterol que variam de 7 a 36 por cento.

"Esses dados representam um importante marco no campo cardiovascular, uma vez que constituem os primeiros que se referem especificamente à inibição da apoB-100 com reduções substanciais do colesterol", disse o Dr. Stephen Young da Universidade da Califórnia, em San Francisco, conselheiro do Isis.

O Dr. Steve Haffner, do Centro de Saúde da Universidade do Texas, em San Antonio, disse que as drogas baseadas na estatina funcionam bem para reduzir o colesterol, mas alguns pacientes ainda apresentam níveis altos depois de tomá-las.

"As estatinas podem reduzir os níveis de colesterol", disse Haffner. "Mas há uma necessidade clara de tratamentos adicionais". O especialista também alertou que nem todos os pacientes toleram bem a estatina.

Baixos níveis de colesterol ajudam a evitar ataques cardíacos, derrames e arterioesclerose.





Com Reuters




URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/2430/visualizar/