Homenews - homenews.com.br
Ciência
Segunda - 13 de Setembro de 2004 às 10:36

    Imprimir


_______________________________________________________________





A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) conseguiu isolar um gene da teia de aranha, realizando parte do processo para o desenvolvimento de um algodão geneticamente modificado.

O estudo tem por objetivo isolar as proteínas responsáveis pela elasticidade e rigidez das teias a fim de produzir um algodão com fibras mais longas e mais flexíveis, para incrementar a produção de tecidos. Na área médica, o produto ainda poderá ser usado para suturas.

No momento, a pesquisa está na fase de execução da transferência do gene da teia de aranha para o algodão. Quando esta parte do projeto for completada, ainda há várias outras fases até que que se chegue ao produto final, num processo que ainda deve levar cerca de 5 anos - especialmente por se tratar do desenvolvimento de um trangênico.

Com a iniciativa, a produção das máquinas de tecido pode ser otimizada. Pesquisas semelhantes, também relacionadas à tecelagem, já acontecem em alguns outros países, mas não com o algodão. A China, por exemplo, desenvolve um projeto com o bicho da seda.



Embrapa




URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/2503/visualizar/