Homenews - homenews.com.br
Informática
Segunda - 04 de Outubro de 2004 às 15:16

    Imprimir


______________________________________________________________




O combate ao spam entra em nova fase com a decisão dos grandes provedores de e-mail de impor novas condições para quem enviar grandes quantidades de correspondência eletrônica.

A partir de outubro, AOL, Yahoo, Hotmail, Earthlink e Comscast vão pôr em prática essas determinações técnicas que vão permitir determinar que os e-mails partem mesmo da origem alegada.

Isso vai permitir identificar golpistas que se passam por bancos e domínios da internet que emitem grandes quantidades de junk mail.

As cinco empresas vão usar sistemas chamados Sender Policy Framework (SPF) e Sender–ID para rastrear as mensagens.

O fim do spam

Falsificar a origem das mensagens se tornou comum entre gangues que enviam e-mails como se fossem bancos ou companhias financeiras.

Geralmente, eles pedem que as vítimas respondam escrevendo o número de suas contas e a senha e depois desviam o dinheiro.

Com o novo sistema, as mensagens que não puderem ser identificadas não vão ser enviadas.

Dave Anderson, chefe-executivo da empresa SendMail acredita que o sistema “anula efetivamente o mecanismo que eles estavam usando”.

“Na verdade, cerca de 90% dos spams nunca vêm do mesmo endereço mais de uma vez.”

“Até o fim do ano, esperamos que metade dos e-mails enviados dos Estados Unidos possuam alguma forma de identificação.”

“Mesmo não acabando totalmente com a prática de spams, espera-se que haja uma redução considerável .”

BBC, em Londres




URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/2547/visualizar/