Homenews - homenews.com.br
Saúde
Quinta - 21 de Outubro de 2004 às 13:04

    Imprimir


__________________________________________________________________





Tomar mais de uma xícara de café por dia aumenta o risco de doenças cardíacas, segundo um estudo de médicos gregos.

Pesquisadores da Universidade de Atenas e da Universidade de Harokopio constataram que tomar mais de uma xícara de café por dia aumenta as possibilidades de inflamação cardiovascular.

Eles pesquisaram 3 mil pessoas e descobriram que aqueles que bebiam mais de 200 mililitros de café por dia apresentaram maior incidência de indicadores de inflamação.

Um dos autores do estudo, o professor Antonis Zampelas, do Departamento de Nutrição e Dietética da Universidade de Harokopio, disse que estava surpreso com a descoberta.

Testes

"Não esperávamos esses resultados para quantidades tão pequenas de café, mas eles são fascinantes".

"Os resultados mostram que os que bebem café correm mais risco de inflamação cardiovascular, mas agora precisamos mais testes clínicos sobre isso".

"Eu não iria tão longe a ponto de dizer para as pessoas parar de tomar café, mas eu, pessoalmente, reduzi a quantidade que bebo."

O estudo, publicado no American Journal of Clinical Nutrition, examinou amostras de sangue de 3 mil pessoas, metade homens e metade mulheres, que estavam em jejum.

Os participantes também responderam perguntas sobre seus hábitos de beber café.

Os pesquisadores constataram que homens que bebiam mais de 200 mililitros de café por dia tinham níveis 30% superiores da proteína C-reativa e 3% a mais de glóbulos brancos – ambos indicadores de inflamação cardiovascular – em comparação com aqueles que não tomavam café.

As mulheres que bebiam café tinham 38% a mais dessa proteína e 4% mais glóbulos brancos.

Colesterol

O estudo não identificou quais as substâncias do café que provocam esse aumento de risco, mas o professor Zampelas disse que a suspeita cai sobre cafestol e kahweol.

As duas substâncias têm conexão com altos níveis de colesterol.

O médico Jeremy Pearson, diretor da organização British Heart Foundation, disse que pessoas com pressão alta são aconselhadas a reduzir a quantidade de café que bebem.

Mas ele disse que o aumento de risco revelado no estudo é "modesto".

"É menos provável que reduzir o café ajude as pessoas a protegerem o coração do que outras iniciativas, como fazer exercícios regularmente e manter uma dieta saudável e balanceada", disse ele.

Já Zoe Wheeldon, da Associação Britânica do Café, classificou o estudo como "interessante", mas argumentou que deveria ser avaliado dentro do contexto.

"Muitas evidências científicas mostram que beber café moderadamente, quatro a cinco xícaras por dia, é perfeitamente seguro para a população em geral e pode produzir benefícios à saúde", disse ela.



BBC, em Londres




URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/2586/visualizar/