Homenews - homenews.com.br
Informática
Quarta - 17 de Novembro de 2004 às 11:35

    Imprimir


________________________________________________________________


HomeNews

A Telefônica anunciou esta semana que, em breve, irá oferecer Internet em banda larga para locais públicos. A facilidade será baseada no serviço de acesso em banda larga da Telefônica, Speedy, e oferecido através de uma parceria com a Apek Telecom, responsável pelo
desenvolvimento do terminal.

A Apek é uma joint venture da Metron (hardware), Fourcomm (integradora) e Forpek (detentora da patente orelhão.com).

Os 'orelhões digitais' serão implementados em ambientes como restaurantes, shoppings centers, livrarias, entre outros - dentro da área de concessão da Telefônica. Para utilizar o serviço, basta adquirir um cartão pré-pago e digitar uma senha no momento em que estiver se cadastrando.

Segundo Rafael Tonelli, diretor de marketing da Apek, um cartão para navegação de 60 minutos deverá custar entre R$ 7 e R$ 10.

Apesar de ser conhecido como orelhão.com, o equipamento foi desenvolvido exclusivamente para o acesso à Web e tráfego de dados IP (Internet Protocol). O que significa que, além de serviços como Internet banking e e-mail, o usuário também poderá acessar recursos de voz sobre IP e videoconferência. No entanto, de acordo com a empresa, isso será em uma segunda etapa do lançamento.

"Se o usuário estiver em um restaurante com um grupo de amigos e resolver pegar uma sessão de cinema, por exemplo, ele poderá acessar a Internet através do orelhão.com, comprar um ingresso para a sessão e imprimir o ticket através do próprio equipamento", afirmou João Armando de Castro, diretor da FourComm.

A Apek vem desenvolvendo essa tecnologia há mais de dois anos. Até agora, a empresa já levou a solução para Campinas e para algumas unidades do Senac, em São Paulo. Sua mais recente parceria foi selada com o McDonald´s, que vai oferecer acesso à Internet em 51 unidades espalhadas pelas cidades do Rio de Janeiro e São Paulo através da iniciativa McInternet. "A diferença é que o McDonald´s não cobra pelo acesso", informou Tonelli.

De acordo com o executivo, o desenvolvimento do equipamento com acesso à Web consumiu investimentos da ordem de R$ 1,5 milhão no último ano. E, com o fechamento de tantas alianças, a empresa estima um faturamento de R$ 1,1
milhão em 2001.

"Nosso objetivo é levar tecnologia da informação para todos os usuários do País, onde quer que eles estejam. Queremos ter uma rede ampla, para permitir o pagamento de contas e uma oferta maior de serviços online", disse Tonelli.




URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/2663/visualizar/