Homenews - homenews.com.br
Saúde
Quinta - 09 de Dezembro de 2004 às 11:14

    Imprimir


________________________________________________________________________


Exposição sistemática ao chumbo pode levar a um aumento no risco de se desenvolver catarata, sugere uma pesquisa realizada nos Estados Unidos.

Cientistas do Hospital Brigham, em Boston, constataram que as pessoas com maior concentração de chumbo nos ossos tinham maior probabilidade de desenvolver catarata.

A catarata é a principal causa de cegueira no mundo e é causada pela perda da transparência do cristalino, que leva a luz à retina.

O estudo foi publicado no jornal da Associação Médica Americana, Jama.

Apesar de medidas para reduzir a poluição causada pelo chumbo, a maioria dos adultos tem níveis significativos do metal no organismo.

Pesquisas anteriores indicaram que uma baixa exposição ao chumbo pode levar a um aumento no risco de doenças crônicas associadas à velhice.

Ossos

A equipe de cientistas de Boston investigou se havia uma ligação entre o desenvolvimento de catarata e a concentração de chumbo em dois ossos - a tíbia e a patela (rótula do joelho).

Foram analisados dados de 642 pacientes, dos quais 122 desenvolveram catarata.

Os pesquisadores descobriram que os homens com as concentrações mais altas de chumbo na tíbia tinham uma probabilidade 2,7 vezes maior de desenvolver catarata do que os que tinham os níveis mais baixos do metal nesse osso.

Quando outros fatores, tais como o tabagismo e a diabete, foram levados em consideração, o risco subiu para 3,2 vezes o dos expostos aos níveis mais baixos do metal.

A pesquisa também constatou um aumento no risco entre pacientes que tinham os níveis mais altos de chumbo na patela, mas essa tendência não se mostrou significativa.

Os níveis de chumbo no sangue, que indicam uma exposição mais breve ao metal, não tinham uma associação muito grande à incidência de catarata.

A pesquisadora Debra Schaumberg disse que "há dados de laboratório, inclusive de estudos com animais, mostrando que chumbo pode chegar ao cristalino e, uma vez lá, é tóxico".

Segundo Schaumberg, o chumbo interfere no equilíbrio normal do oxigênio presente e leva a alterações nas proteínas do cristalino, afetando sua transparência e causando a catarata.

"Outro mecanismo possível pode ser que o chumbo também interfira no equilíbrio normal do cálcio no cristalino."

Schaumberg disse que os resultados da pesquisa sugerem que a exposição ao chumbo pode contribuir para 42% de todas as cataratas.

Anita Lightstone, do Real Instituto Nacional para o Cego, na Grã-Bretanha, disse que a exposição ao chumbo é prejudicial por muitas razões e deve ser evitada.

Mas ela afirmou que não quer que as pessoas fiquem alarmadas sem necessidade pois, "em um grande número de casos a boa visão pode ser restaurada após o desenvolvimento da catarata através de cirurgia e uso de lentes artificiais".

Lightstone disse que o instituto recomenda que as pessoas façam teste de visão a cada dois anos, para detectar cedo problemas como a catarata.


BBC, em Londres




URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/2704/visualizar/