Homenews - homenews.com.br
Astronomia
Segunda - 17 de Janeiro de 2005 às 11:34

    Imprimir


______________________________________________________________



A sonda Huygens enviou na última sexta-feira seu primeiro sinal na histórica descida à superfície de Titã, uma lua de Saturno.

A sonda começou seu mergulho na atmosfera de Titã, registrando imagens e recolhendo dados. Sua missão pode fornecer pistas até de como a vida surgiu na Terra.

Os sinais emitidos pela sonda chegaram à Terra por uma rede de radiotelescópios sensíveis.

Funcionários da Agência Espacial Européia (Esa, em inglês) disseram que a chegada dos sinais era positivo. A sonda, contudo, ainda precisa chegar à superfície de Titã.

Se tudo correr bem, este será o mundo mais distante onde uma nave da Terra pousou.

Há 20 dias, Huygens vem viajando silenciosamente em direção a Titã, desde que deixou sua nave-mãe, Cassini. Cassini chegou a Saturno em julho de 2004, depois de sete anos de viagem.

Titã é coberta por uma espécie de névoa alaranjada densa que dificulta a identificação do relevo da superfície.

Huygens pode acabar pousando em terra, gelo, rocha, ou em uma superfície oleosa.

A sonda deverá tirar um total de 750 fotos durante sua jornada de duas horas e meia até a superfície.

Os dados que ela recolherá poderão dar detalhes sobre o clima e a composição química de Titã.

Os ruídos produzidos pela tempestuosa atmosfera de Titã serão gravados com o uso de um microfone de bordo e os cientistas esperam poder ouvir até trovões.

A sonda, construída por europeus, entra na atmosfera de Titã a uma altitude de 1,270 quilômetros da superfície, e a uma velocidade 20 vezes superior à do som.

Sua velocidade deverá diminuir com a abertura de vários pára-quedas.



BBC em Londres




URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/2716/visualizar/