Homenews - homenews.com.br
Arqueologia
Sexta - 28 de Janeiro de 2005 às 14:02

    Imprimir


________________________________________________________________



Os restos mortais de Diego Colombo, irmão do descobridor da América, estão sendo estudados na Faculdade de Medicina de Granada para determinar sua relação com os restos que estão em Santo Domingo, atribuídos a Cristóvão Colombo.

De acordo com a agência de notícias EFE, a pesquisa será exclusivamente de caráter antropológico, e consistirá em escanear os ossos que estão no Museu Pickman de Sevilha, em três dimensões, sem precisar tocar ou intervir nos mesmos.

O responsável pelo Laboratório de Antropologia da Universidade de Granada, Miguel Botella, explicou que a pesquisa será exclusivamente de caráter antropológico, e que o material será arquivado digitalmente e comparado com um estudo antropológico anterior feito na Universidade de Yale (EUA), sobre os restos atribuídos a Cristóvão Colombo que estão em Santo Domingo.

Esta comparação servirá para confirmar se estes e os de Sevilha pertencem ou não à mesma pessoa, e se seria o almirante ou de seu irmão, segundo as diferentes teorias.

Miguel Botella lembrou que, segundo a documentação histórica existente, os restos de Cristóvão Colombo, assim como os de seu irmão e filho, os dois chamados Diego, foram inicialmente enterrados no Monastério de Santa María de las Cuevas de La Cartuja, em Sevilha.

Trinta e nove anos depois, os restos de Colombo e de seu filho foram exumados e levados para a República Dominicana, depois que o imperador espanhol Carlos V concedeu à Catedral de Santo Domingo o privilégio de que seu altar maior se tornasse o Panteão dos Almirantes, deixando em Sevilha os restos de Diego, o único dos três que não chegou a ser almirante.

No entanto, existe outra hipótese, segundo a qual parte dos restos de Diego foram levados também para Santo Domingo, talvez por erro, o que equipe de pesquisa de Granada pretende comprovar.

O estudo também permitirá que os pesquisadores completem os dados sobre características anatômicas familiares comuns, entre elas patologias como a espinha bífida, que tanto o irmão como o filho de Colombo tiveram.


BBC, em Londres




URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/2754/visualizar/