Homenews - homenews.com.br
Saúde
Quinta - 17 de Fevereiro de 2005 às 10:58

    Imprimir


________________________________________________________________



Beber vinho em doses moderadas continua sendo um bom remédio. Estudo publicado na edição atual do Journal of Thrombosis and Haemostasis mostra que, entre as pessoas que costumam ingerir álcool, aquelas que bebem exclusivamente vinho têm menos chances de desenvolver determinados problemas de saúde do que as que tomam cerveja ou uísque, por exemplo.

Segundo os pesquisadores, a principal proteção da bebida seria no sistema cardíaco. Além disso, como alguns antioxidantes típicos das frutas também aparecem na bebida, tumores malignos também seriam menos freqüentes nos apreciadores da bebida à base de uva.

Para o autor do estudo, Morten Gronbaek, do Instituto Público de Saúde de Copenhague, na Dinamarca, evidências como essas, que também apareceram nos últimos anos em outras pesquisas realizadas em diferentes países, podem ajudar a explicar, por exemplo, um aparente paradoxo: a saúde dos franceses.

Enquanto os franceses são conhecidos por suas comidas com alta quantidade de gordura, eles costumam ter menos problemas cardíacos, em média, do que os norte-americanos. A explicação, segundo Gronbaek, pode estar no consumo de vinho, que é muito maior de um lado do Atlântico do que do outro.

De acordo com a pesquisa, o etanol é que estaria por trás de algumas dessas proteções à saúde promovidas pelo vinho. Isso ajudaria a reafirmar a tese de que os consumidores de bebidas alcoólicas, sempre em doses moderadas, poderiam até ter um coração menos propenso a problemas do que os não-bebedores.



Agência FAPESP




URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/2798/visualizar/