Homenews - homenews.com.br
Saúde
Quarta - 02 de Março de 2005 às 08:45

    Imprimir


________________________________________________________________





O relatório anual da Junta Internacional de Controle de Narcóticos da ONU (Organização das Nações Unidas) diz que estão aumentando as vendas ilegais de remédios pela internet.

Segundo o documento, divulgado hoje, 90% das vendas de remédios pela rede são feitas sem prescrição médica e ocorrem em um ambiente que é muito difícil de fiscalizar.

Empresas que fornecem as drogas legalmente estão alimentando a atividade ilícita, de acordo com a junta, ao fornecer remédios a farmácias virtuais não autorizadas.

Além disso, o relatório demonstra preocupação com o fato de que os sites facilitam a compra de drogas por crianças.

Cooperação

"O comércio ilícito pela internet foi identificado como uma das principais fontes de remédios sem receita que são usados de forma errada por crianças e adolescentes em países como os Estados Unidos", diz o relatório.

Os Estados Unidos seguem sendo o maior mercado das drogas ilegais, com 8,2% de seus 293 milhões de habitantes fazendo uso delas, segundo o documento.

As mais vendidas são substâncias que alteram o estado mental da pessoa, como as anfetaminas.

O órgão pede uma maior cooperação entre governos, organizações internacionais e a indústria farmacêutica para enfrentar este problema.

O relatório também afirma que está crescendo o uso de drogas injetáveis na África e que a junta está preocupada com a produção de ópio no Afeganistão.

A Junta Internacional de Controle de Narcóticos é um órgão independente de governos que faz parte do sistema ONU, mas também não é subordinado a esta entidade.

Ela foi criada em 1968 com a função de fiscalizar o cumprimento dos vários tratados da ONU que tratam do uso e do comércio de drogas ilegais.



BBC, em Londres




URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/2836/visualizar/