Homenews - homenews.com.br
Arqueologia
Segunda - 28 de Março de 2005 às 08:42

    Imprimir


________________________________________________________________



Pesquisadores norte-americanos dizem ter extraído tecido "mole" de um fóssil de 70 milhões de anos do dinossauro Tyrannoraurus Rex.

Num estudo publicado na revista Science, eles dizem que encontraram uma substância transparente e flexível que se parecia com células e vasos sanguíneos quando examinaram a perna fossilizada do animal.

Normalmente quando um animal morre, todos os seus tecidos moles se decompõem e o material ósseo afunda cada vez mais na terra e, esmagado e sob a ação do calor, acabada se transformando em minerais.

O que sobra geralmente é apenas a forma. O fóssil estudado pela equipe da Universidade da Carolina do Norte parecia não ser diferente, mas quando a pesquisadora Mary Schweitzer dissolveu os minerais, ela encontrou algo extraordinário.

Além dos filamentos que lembravam vasos sanguíneos, também foram encontrados o que pareciam ser vestígios de células sanguíneas e de outras células responsáveis por compor e manter os ossos.

"Isto é osso fossilizado no sentido de que é de um animal extinto mas não tem muitas das características do que as pessoas chamariam de fóssil", disse Schweitzer.

"Ainda há áreas onde não há minerais secundários e não é muito mais denso do que os ossos modernos. É osso mais do que qualquer outra coisa."

Schweitzer ainda não está disposta a afirmar que estes sejam os restos do material original – apenas que se parecem como tal.

Ela e outros cientistas vão procurar saber se o fóssil, encontrado em Hell Creek Formation, no famoso vale dos dinossauros no leste do Estado de Montana, passou por algum processo de fossilização particular.

Matthew Collins, especialista em estudos biomoleculares antigos da Universidade de York, na Grã-Bretanha, diz que é possível que a fossilização tenha se dado "em nível molecular" e não em grandes estruturas, como costuma acontecer.

De qualquer forma, se se tratarem de, ao menos, fragmentos das moléculas originais de dinossauros, eles poderão fornecer novas informações sobre o relacionamento entre o T. rex e outras espécies, como as aves.



BBC, em Londres




URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/2876/visualizar/