Homenews - homenews.com.br
Tecnologia
Sexta - 03 de Fevereiro de 2006 às 09:43

    Imprimir


________________________________________________________________


Um norte-americano entrou com um processo contra a fabricante de computadores Apple, afirmando que o uso do tocador de música digital iPod pode provocar perda de audição.

Segundo a acusação, impetrada num tribunal da Califórnia, os iPods têm "design defeituoso e não trazem suficientemente as advertências adequadas".

O processo foi movido em San Francisco em nome de John Kiel Patterson, morador do Estado da Louisiana.

A ação não especifica se ele chegou a sofrer algum problema de audição.

42 milhões

A Apple, que já vendeu 42 milhões de unidades do iPod desde o lançamento do aparelho em 2001, não se pronunciou sobre o caso.

Segundo a acusação, o iPod pode gerar sons superiores a 115 decibéis, o que pode abalar a audição a um usuário que esteja exposto a mais de 28 segundos por dia neste volume.

O advogado de Patterson, Steve W Berman, disse à agência de notícias Associated Press que seu cliente não sabe se já chegou a sofrer problemas de audição, mas que isso não é relevante.

"Ele comprou um produto que não é seguro para ser usado da forma que atualmente está disponível no mercado", afirmou Berman.

"Ele pagou por um produto defeituoso e a lei é clara ao determinar que, se alguém vender a você algo defeituoso, tem a obrigação de consertá-lo."

A Apple foi obrigada a redesenhar o iPod para vendas na França, após ter sido comprovado que o aparelho reproduzia sons superiores ao limite de 100 decibéis previsto no país.

Ao serem vendidos, os iPods levam uma nota de advertência ao usuário de que "perda de audição permanente pode acontecer caso os fones de ouvidos sejam usados a um volume alto".





BBC, em Londres




URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/3347/visualizar/