Homenews - homenews.com.br
Astronomia
Quarta - 08 de Fevereiro de 2006 às 11:46

    Imprimir


_________________________________________________________________


Um dos nove experimentos selecionados pela Agência Espacial Brasileira (AEB)para ir à Estação Espacial Internacional (ISS)com o astronauta brasileiro Marcos Pontes, não poderá mais participar da viagem.

De acordo com a Agência Espacial Brasileira o pouco tempo disponível para desenvolver o experimento da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), foi o motivo da reprovação.

Não foi possível cumprir todos os requisitos de segurança estabelecidos pela Agência Espacial Russa (Roscosmos). Normalmente, a preparação de um experimento leva em torno de um a dois anos, podendo chegar até a cinco anos.

As equipes brasileiras que enviarão experimentos à ISS estiveram reunidas com uma delegação de técnicos russos em janeiro, quando puderam conhecer as exigências para o envio de suas pesquisas em um vôo tripulado. Desde então, os cientistas brasileiros têm se dedicado a promover ajustes para atender às recomendações da comitiva russa.

Nesta semana, as equipes ligadas aos demais experimentos continuam em São José dos Campos (SP) realizando testes no Laboratório de Integração e Testes (LIT/Inpe) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe/MCT). No próximo dia 13, parte da delegação russa retorna ao Brasil para conferir as recomendações deixadas na última visita.

O experimento da UFPE, sobre nanotecnologia, consiste de amostras de vidro com partículas de prata e um forno, que tem o objetivo de verificar a formação de um filme na superfície do vidro por aquecimento. A pesquisa visa estudar a relação entre microgravidade e novos materiais.

Um relatório técnico sobre os testes será divulgado nos próximos dias.

Pontes embarca para a ISS a bordo da nave russa Soyuz no final de março. Ele terá a companhia do norte-americano Jeffrey Williams e do russo Pavel Vinogradov. Na estação, o astronauta realizará experimentos científicos de universidades e institutos de pesquisa brasileiros, na área de controle térmico de equipamentos espaciais, biotecnologia, entre outros.

Dois dos nove experimentos serão acompanhados por alunos da 7ª e 8ª série de escolas públicas de São José dos Campos. No primeiro, o astronauta brasileiro vai avaliar a separação das substâncias da clorofila, o pigmento verdes das plantas. Na outra experiência ele vai irrigar sementes de feijão. O que Pontes fizer no espaço, será observado pelos estudantes através de imagens pela internet.







Redação HomeNews




URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/3379/visualizar/