Homenews - homenews.com.br
Arqueologia
Quinta - 16 de Fevereiro de 2006 às 10:14

    Imprimir




______________________________________________________________


O faraó Tutancâmon, o jovem rei do antigo Egito, viajou para o além com a ajuda de um bom vinho branco, segundo um artigo que será publicado na edição de sábado da revista científica britânica New Scientist.

Cientistas da Universidade de Barcelona usaram uma cromatografia líquida e a espectrometria de massas para conseguir as "digitais" químicas dos resíduos encontrados em seis ânforas de vinho que estavam na tumba do faraó.

As seis jarras continham ácido tartárico, que é característico das uvas, mas apenas uma tinha ácido siríngico, que só se encontra na casca das uvas vermelhas, que dão ao vinho tinto esta cor.

A conclusão é que as outras cinco ânforas deviam conter vinho branco, uma surpresa, Uma vez que, até agora, a evidência de vinho branco no Egito data do século III antes de Cristo, 1.500 anos depois da morte do jovem faraó.

O vinho tinto era freqüentemente colocado nas tumbas do antigo Egito para dar ao falecido uma bela despedida, mas agora parece que o vinho branco também constava do menu.

"Devia ser considerada uma boa bebida", disse a diretora da equipe de cientistas, Rosa Lamuela Raventos, à revista britânica.

A pesquisa deverá ser publicada no Jornal de Ciência Arqueológica.





AFP




URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/3420/visualizar/