Homenews - homenews.com.br
Saúde
Terça - 07 de Março de 2006 às 07:53

    Imprimir


________________________________________________________________

A Áustria informou que detectou o vírus H5N1, causador da gripe aviária, em vários gatos vivos.

A descoberta no estado de Styria, no sul do país, ocorre depois da confirmação da presença do vírus em um gato morto na Alemanha, na semana passada.

O caso é considerado o primeiro exemplo, fora da Ásia, do vírus sendo transmitido de uma espécie para infectar um mamífero.


Abrigo

Autoridades da Áustria afirmaram que os três gatos com o vírus H5N1 estavam em um abrigo para animais, perto de Graz, que também abrigou aves infectadas em fevereiro, quando o vírus foi detectado pela primeira vez no país.

Todos os gatos no abrigo Arca de Noé foram colocados em quarentena e o abrigo foi fechado até segunda ordem.

Cientistas do laboratório Pulawy, na Polônia, confirmaram os primeiros casos de gripe aviária no país.

O laboratório constatou a presença do vírus H5N1, causador da gripe aviária, em dois cisnes selvagens na Polônia.

A Sérvia detectou o vírus H5N1 em cisnes mortos e enviou amostras para mais exames.

Na China, foi confirmado que tinha gripe aviária um homem que morreu na semana passada na província de Guangdong, no sul do país. Ele foi a nona vítima da doença no país.

Depois dessa confirmação, a China anunciou a suspensão do fornecimento de aves vivas a Hong Kong.

Laboratório da UE

Na Polônia, testes iniciais já tinham indicado que as duas aves, encontradas perto de um rio na cidade de Torun (no norte do país), tinham morrido de uma versão do vírus H5.

As autoridades polonesas estavam em alerta para a gripe aviária depois que surtos de H5N1 foram registrados em diversos países da Europa nas últimas semanas.

O vice-diretor do laboratório Pulawy, Jan Zmudzunski, disse à agência de notícias AFP que as amostras serão enviadas ao laboratório da União Européia (UE), em Weybridge, na Grã-Bretanha.

No domingo, as autoridades polonesas impuseram medidas de restrição higiênica nas margens do rio onde as aves foram encontradas e criaram um centro de crise para administrar o surto.

As preocupações aumentaram desde sexta-feira quando um cisne morto foi encontrado no rio Oder, na fronteira entre a Polônia e a Alemanha.

A Alemanha confirmou seus primeiros casos de gripe aviária em fevereiro.

Na China, o homem morto de gripe aviária tinha 32 anos e morreu depois de freqüentar um mercado na cidade de Cantão. Ele também tinha passado algum tempo perto de um local de abate de aves.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), até 1º de março, a gripe aviária tinha matado 94 pessoas na Ásia e no Oriente Médio desde o seu surgimento, no fim de 2003.





BBC, em Londres




URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/3478/visualizar/