Homenews - homenews.com.br
Arqueologia
Sexta - 07 de Abril de 2006 às 06:55

    Imprimir


________________________________________________________________


Arqueólogos egípcios descobriram as ruínas dos "escritórios" do templo de Madi, que data do Médio Império faraônico (2040-1777 a.C.), na província de Al Faiyum, cem quilômetros a sudoeste do Cairo.

A descoberta foi anunciada nesta quinta-feira pelo ministro egípcio da Cultura, Farouk Hosni, que também disse que os pesquisadores encontraram vestígios de armazéns de legumes e de salas que serviram de moradia para sacerdotes e trabalhadores do templo da cidade de Madi.

Dentro dos escritórios, construídos de adobe (argila seca) foi descoberto um conjunto de selos -entre eles o de um sacerdote-, um anel de ouro, uma estátua de esfinge sem cabeça e uma escultura de uma mulher, fabricadas, respectivamente, de pedra e bronze.

Além disso, foram encontrados muitos papiros com hieróglifos, que, segundo o chefe do Conselho Supremo de Antigüidades, Zahi Hawas, são mensagens da realeza da dinastia greco-romana dos Ptolomeos (341 a.C.-30 d.C.).

Entre as mensagens, destaca-se uma escrita pela esposa do rei Ptolomeo I ao sacerdote do templo, na qual agradece por seus serviços.

Também foi descoberto no mesmo lugar, um caminho coberto com paralelepípedos de cal e rodeado de estátuas de esfinges e de ruínas de salas e colunas fabricadas com granito, além de caldeiras e vasilhas de cerâmica.

Por último, os arqueólogos encontraram uma esteira de rocha na qual o faraó Amememhet III, pertencente à dinastia 7ª -a única que governou durante do Médio Império-, é representado sob a forma de um touro.

O templo da cidade de Madi, fundada na 7ª dinastia e cujo esplendor se manteve até a época greco-romana, foi descoberto em 1937.

Zahi Hawas destacou a importância da descoberta porque "trouxe à tona todos os elementos arquitetônicos que faltavam do templo de Madi, o único do Novo Império que ainda permanece conservado".

Esse santuário, consagrado ao culto da divindade da colheita, data da época na qual o faraó Amememhet IV dividiu o poder com seu pai Amememhet III, declarou Hawas.







EFE




URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/3659/visualizar/