Homenews - homenews.com.br
Saúde
Quarta - 03 de Maio de 2006 às 09:49

    Imprimir


________________________________________________________________


Um grupo de cientistas norte-americanos desenvolveu uma vacina que, segundo eles, prolongou a vida de portadores de tumor cerebral em 18 meses.

A vacina foi testada por especialistas do hospital Anderson Medical Centre, no Estado norte-americano do Texas, em 23 pessoas, das quais apenas quatro vieram a morrer de câncer no cérebro.

Os cientistas pretendem agora realizar um novo teste da vacina, mas com um grupo maior de pessoas.

De acordo com os especialistas, a vacina ataca uma proteína que seria a responsável pela propagação do tumor cerebral.

Proteína

A vacina faz uso de uma forma artificial da proteína, que é encontrada em entre 30% a 50% dos tumores, para alertar o sistema imunológico. O cérebro é levado a agir como se a proteína, chamada de EGDRvIII, fosse um corpo estranho, o que leva o sistema imunológico a acionar células de defesa.

Segundo a neurocirurgiã Amy Heimberger, que conduziu a pesquisa, a vacina retarda o avanço de tumores até que o câncer encontra outras formas de se propagar.

Mas a pesquisadora acrescenta que quando o tumor voltou a se desenvolver nos pacientes, ele não contava mais com a proteína EGDRvIII, o que fez com que os pesquisadores concluíssem que a vacina é eficaz.

"Para ser otimizada, a vacina poderia ser usada juntamente com a quimioterapia de modo a retardar o avanço dos tumores", afirma Heimberger.

Ela afirma que o teste da vacina aumentou consideravelmente a expectativa de vida dos portadores de câncer no cérebro, que, quando não recebem tratamento, tendem a viver por apenas quatro meses.





BBC, em Londres




URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/3747/visualizar/