Homenews - homenews.com.br
Astronomia
Quarta - 10 de Maio de 2006 às 10:27

    Imprimir


________________________________________________________________


O terceiro vôo do foguete suborbital brasileiro VSB-30 deve ocorrer nesta quarta-feira depois de um adiamento de 24 horas por causa dos ventos em Kiruna, na Suécia.
Se for bem-sucedido, o vôo deve confirmar a segurança do veículo desenvolvido pelo Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) que já tem o interesse da Agência Espacial Européia (ESA, na sigla em inglês), de acordo com o vice-diretor de espaço do IAE, tenente-coronel Carlos Antônio de Magalhães Kasemodel.

"A necessidade deles (da ESA) é de dois veículos por ano, mas ainda não foi nada negociado. Por enquanto, é um acordo de troca de serviços", afirmou Kasemodel.

A troca à que o vice-diretor da IEA se refere é entre as tecnologias de propulsão, brasileira, e a sueca, de plataformas de microgravidade que possibilitam a realização de experimentos com os propulsores brasileiros.

Como a ESA desativou os foguetes Skylark - que eram usados para missões científicas desse tipo - há cerca de um ano, o VSB-30 se transformou em um forte candidato a substituí-lo.

Exportação

De acordo com Kasemodel, o veículo pode se transformar em mais um produto de exportação brasileiro. "Seria o ideal, mas ainda temos um caminho longo pela frente. Vai depender das encomendas para pensarmos em industrializar, já que a IEA não é uma indústria de foguetes", afirmou o vice-diretor do instituto que desenvolve os veículos.

A contagem regressiva da missão conjunta da AEB e da Agência Espacial Alemã (DLR/Moraba) deve começar às 1h15 (horário local) de quarta-feira (20h15, de Brasília), mas o lançamento está marcado para as 6h (1h de quarta-feira no Brasil). A bordo do VSB-30 estarão quatro experimentos científicos da ESA.

Dimensões

O VSB-30 mede 12,8 metros e pesa cerca de 2,6 toneladas. A sua capacidade máxima de carga útil é de 407 km. O vôo do foguete cria cerca de seis minutos de microgravidade para os experimentos. São previstos, no total, oito minutos de vôo.

O VSB-30 totalmente produzido no Brasil e precisou ser montado na Suécia. Para integrar os módulos, uma equipe de 13 engenheiros e técnicos em mecânica e eletrônica viajou ao país.

O próximo vôo do VSB-30 deve acontecer em novembro, a partir da base de Alcântara, no Brasil. Dessa vez, as plataformas de microgravidade suecas instaladas no veículo devem transportar experimentos brasileiros.




BBC, em Londres




URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/3768/visualizar/