Homenews - homenews.com.br
Ciência
Sexta - 12 de Maio de 2006 às 10:21

    Imprimir


________________________________________________________________


Quatorze milhões de chineses correm o risco de ficarem sem água potável por causa da seca que afeta o norte, o nordeste e o sudoeste do país, anunciou nesta quinta-feira (11/05/06) o departamento de Controle de Inundações e Secas, citado pela agência "Xinhua".

Mais de 11 milhões de cabeças de gado já não têm acesso à água potável, enquanto a superfície afetada é de 16,3 milhões de hectares de cultivo, 36,3% a mais que a área média anual afetada, informou Zhang Zhitong, diretor-executivo do departamento.

As previsões meteorológicas indicam que não há nenhum sinal de que a seca perderá intensidade na maior parte do norte e do sudoeste chinês.

Pequim, com 15,36 milhões de habitantes, é a cidade mais afetada e vive a pior seca dos últimos 50 anos, com apenas 17 milímetros de chuva por metro quadrado nos últimos quatro meses, 63% a menos que no mesmo período de 2005.

As autoridades locais advertiram que a escassez de chuvas coloca em risco o fornecimento de água potável da capital chinesa.

A cidade sofreu um déficit de precipitações durante quatro anos consecutivos, com uma média anual entre 1999 e 2005 inferior em 70% ao período anterior.

O departamento ordenou aos Governos locais que tomem todas as medidas possíveis para combater a aridez.

O anúncio da seca coincide com o início da temporada de chuvas, que a cada ano mata centenas de pessoas e causa inumeráveis perdas econômicas e materiais nas margens dos principais rios chineses, o Yangtsé e o Amarelo, entre junho e setembro.





EFE




URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/3784/visualizar/