Homenews - homenews.com.br
Saúde
Sexta - 12 de Maio de 2006 às 11:05

    Imprimir


________________________________________________________________


Um pequeno grupo de neurônios situado no hipotálamo, a zona do cérebro que regula o sono, a atividade sexual, as emoções e o metabolismo, tem um papel-chave no apetite, revela um estudo publicado nesta quinta-feira nos Estados Unidos.

A descoberta deve permitir a criação de novos tratamentos contra a obesidade, com o uso de medicamentos e regimes alimentares mais específicos, capazes de ativar este grupo de neurônios, destacaram pesquisadores da Universidade de Cincinnati (Ohio).

Os neurônios têm um papel de captação dos sinais metabólicos que permite ao cérebro medir a quantidade de energia disponível no organismo, explicou Randy Seeley, professor de psiquiatria e principal autor desta pesquisa, publicada na revista norte-americana Science de 12 de maio.

"Absorvemos calorias para manter níveis adequados de energia para o funcionamento do organismo e para armazená-la", lembrou o cientista. "Os sinais que informam nosso cérebro sobre estes níveis de energia ativam a proteína mTOR nos circuitos do cérebro que controlam o apetite".

Como a mTOR participa do controle dos receptores dos níveis de energia, os pesquisadores acreditam que é possível manipulá-la para atuar sobre o apetite.

A mTOR é uma proteína muito sensível aos aminoácidos, em especial à leucina, explicou Seeley.

"Em vez de baixar nos regimes os macronutrientes como as gorduras e os carboidratos, poderíamos conceber dietas apoiadas em micronutrientes, como os aminoácidos", concluiu.





AFP




URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/3791/visualizar/