Homenews - homenews.com.br
Saúde
Quinta - 21 de Setembro de 2006 às 11:11

    Imprimir


_____________________________________________________________


Uma associação importante sobre a ocorrência de um verme do mesmo gênero em hospedeiros diferentes, inclusive em humanos, foi feita por pesquisadores da Embrapa.

O coordenador do estudo, Antonio Pereira de Novaes, estuda desde 1976 a ocorrência do verme microscópico estefanofilária (Stephanofilaria spp) em feridas crônicas de animais domésticos e silvestres. “Desde aquela época essa parasitose é conhecida por provocar feridas de vários tamanhos e que demoram muito tempo para cicatrizar, especialmente em bovinos e eqüinos”, disse Novaes.

Três décadas depois, em 2005, Novaes percebeu indícios da presença do verme em humanos a partir de biópsias em feridas de pacientes com úlcera varicosa, ferida na pele provocada por algumas doenças. Com o auxílio de técnicos do Centro de Pesquisas em Óptica e Fotônica do IFSC, que estudavam um tratamento experimental à base de laser para as lesões, Novaes coletou amostras do material biológico presente nas feridas de sete pacientes.

“Todas as amostras estavam com o parasita estefanofilária, que apresentou características idênticas nos dois hospedeiros. A única diferença é que, apesar de serem do mesmo gênero, em humanos esse verme é infinitamente menor do que o encontrado nos animais”, conta o pesquisador da Embrapa.

Após identificar a presença do parasita em seres humanos, um levantamento bibliográfico foi realizado em publicações científicas nacionais e internacionais. Segundo Novaes, até o momento não foi encontrada citação da ocorrência do verme no homem.




Agência Fapesp




URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/3842/visualizar/