Homenews - homenews.com.br
Astronomia
Sexta - 29 de Setembro de 2006 às 09:28

    Imprimir


________________________________________________________________


Depois da viagem e da chegada da primeira turista espacial nesta semana, as idéias de ir ao espaço a lazer parecem estar evoluindo. O milionário britânico Richard Branson está desenvolvendo um modelo de espaçonave para a realização de viagens de turismo espacial.

O projeto, que foi apresentado nesta quinta-feira (28/09) no NextFest - evento da revista "Wired" - em Nova York, mostra uma nave com capacidade para oito pessoas (dois pilotos e seis passageiros), muitas janelas, assentos reclináveis acolchoados e espaço interno para permitir que os turistas espaciais flutuem em seu interior.

"É estranho pensar que em 12 meses estaremos mostrando a nave real, e que os vôos de teste começarão logo em seguida", disse Branson, em entrevista coletiva.

Os vôos serão gerenciados pelo grupo Virgin que inclui uma gravadora, empresas de transforte ferroviário e aéreo e, agora, um setor para o turismo espacial. Quem quiser fazer o 'passeio' pela Virgin Galactic terá que desembolsar US$ 200 mil (cerca de R$ 430 mil) por pessoa. Um valor que, apesar de caro, ainda é muito menor do que hoje pagam os turistas espaciais que viajam à órbita terrestre com os russos, a bordo de naves Soyuz: cerca de US$ 20 milhões por passagem.

Richard Branson admite que o preço que pretende cobrar de seus turistas espaciais ainda é proibitivo, mas se disse confiante no futuro do empreendimento.

"Evidentemente, US$ 200 mil ainda é muito caro. Mas temos pioneiros desejosos de pagar" e financiar o projeto. E isso, em algum momento, vai reduzir seus custos, afirmou Branson.

"Nosso objetivo é testar a viabilidade comercial de um sistema de lançamento espacial seguro, que no fim será capaz de transportar equipamentos e ciência para o espaço, mas também pessoas. Esperamos que milhões de pessoas viajem ao espaço." disse.

Os preços "mais suaves" devem-se ao tipo de viagem. As as naves de Branson farão apenas vôos suborbitais (sobem até a borda do espaço e descem em seguida, sem atingir a velocidade necessária para a entrada em órbita). Assim, em vez de passar cerca de 10 dias no espaço, como os turistas que viajam com os russos, os clientes da Virgin Galactic terão apenas uns poucos minutos de sensação de ausência de peso.

A SpaceShipTwo, modelo de nave que será usado pela Virgin, está sendo criada pela empresa Scaled Composites, do engenheiro aeroespacial norte-americano Burt Rutan. Ela é levada ao ar por um avião e, de lá, aciona seus motores de foguete para viajar até o espaço. A tecnologia já foi demonstrada pela SpaceShipOne, nave que Rutan usou para conquistar o Prêmio X Ansari, em 2004, ao realizar duas missões ao espaço num período de menos de 15 dias com a mesma nave.





Redação HomeNews




URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/3854/visualizar/