Homenews - homenews.com.br
Informática
Sexta - 20 de Outubro de 2006 às 16:19

    Imprimir


________________________________________________________________


O número de pessoas com acesso à Internet em suas casas no Brasil mais que dobrou desde 2000, passando de 9,8 milhões para 21 milhões, anunciou na sexta-feira a empresa de pesquisa Ibope//NetRatings.

Os internautas que acessam a Web pelo menos uma vez por mês (usuários ativos) a partir de suas residências aumentaram ainda mais no período, em 168%, passando de 5,1 milhões de pessoas em setembro de 2000 para 13,6 milhões até o mês passado.

Isoladamente, setembro apresentou alta de 14% na base de usuários residenciais ativos em relação ao mesmo mês do ano passado, informou a empresa em comunicado. O tempo de navegação em setembro, de 20 horas e 27 minutos, foi 27 minutos superior ao de agosto, e duas horas e 57 minutos acima do registrado no mesmo período de 2005. Com isso, o Brasil continua na liderança em termos de tempo de uso da Internet ante os 10 países pesquisados pela companhia.

Em segundo lugar, aparece o Japão, com 18 horas e 22 minutos em setembro; seguido por França, com 17 horas e 43 minutos; e Estados Unidos, com 17 horas e 8 minutos, conforme o ranking da Ibope//NetRatings, que mede o mercado brasileiro de Internet desde 2000. Segundo o relatório, o destaque no período de seis anos, em termos de público que navega pela Web, é o crescimento da participação das mulheres na base de internautas do país.

A fatia do público feminino avançou de 42% em setembro de 2000 da audiência residencial para perto de 49% no mês passado. "A presença significativa de mulheres na Internet brasileira segue um movimento já observado no mercado americano, onde são a maioria. Isto é mais um indicador da maturidade do meio interativo brasileiro e reforça a Internet como canal publicitário", afirmou no relatório o coordenador de análise do Ibope Inteligência, Alexandre Sanches Magalhães.

"A Internet está crescendo onde sempre foi mais frágil. Tanto alguns grupos minoritários, como as mulheres e os idosos, quanto os assuntos que eram menos procurados", disse Magalhães, citando como tópicos viagens e automóveis. O Ibope//NetRatings é uma joint venture entre o instituto Ibope e a Nielsen//NetRatings.





Reuters




URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/3907/visualizar/